Madona é uma celebridade conhecida em todo mundo por suas musicas, filmes e clipes polêmicos. Ela mostrou desde as eleições norte-americanas, que não apoiava a campanha do atual presidente dos Estados Unidos, #Donald Trump. Só que, dessa vez, talvez ela tenha passado dos limites ao dizer que se sente furiosa com a situação. "Sim, estou nervosa. Sim, estou revoltada. Sim, pensei muito em explodir a #Casa Branca. Mas, sei que isso não vai mudar nada. Não podemos cair no desespero", disse a cantora. A declaração foi feita em um discurso inflamado contra Donald Trump durante a Marcha das Mulheres, protesto realizado no último sábado (21).

Discursos inflamados contra Donald Trump

O discurso da cantora #Madonna levou as emissoras de TV a interromperem ao vivo a transmissão do protesto da “marcha das mulheres”, que atraiu centenas de pessoas em manifestações em todo o território norte-americano, em protesto contra a posse de Donald Trump como presidente dos EUA.

Publicidade
Publicidade

Além da afirmação sobre explodir a Casa Branca, Madonna disse muitos palavrões e usou outras expressões, tais como "revolução" e "não recuar". "Aos opositores que estão falando que essa marcha não vai adiantar em nada: vão se f*. Vão se f*. É o começo de uma mudança necessária". "Foi preciso este momento horroroso de escuridão para nos acordar, p*. Parece que entramos em um falso senso de conforto, de que a justiça prevaleceria e o bem venceria no final”, afirmou a popstar.

As falas de Madonna repercutiram rapidamente em todo mundo, principalmente pelas redes sociais, fazendo com que várias pessoas criticassem a cantora, por acharem que esse discurso inflamado pode incentivar terroristas a praticarem atentados contra os Estados Unidos da América.

Madonna se retratou

Com tanta repercussão negativa, Madona se retratou ao dizer: "Não sou uma pessoa violenta (...) usei uma metáfora e compartilhei duas maneiras de ver as coisas - uma era ser esperançosa e a outra era sentir raiva e indignação, o que senti pessoalmente".

Publicidade

Resta saber se essa retratação vai soar bem para as pessoas de todo o mundo, que repudiam o terrorismo, que tem matado milhões de inocentes por todo o planeta.