Neste sábado (21), ocorreu a Marcha das Mulheres, em Washington D.C., mas que chamou a atenção de todo o mundo. Esse protesto teve como objetivo enfrentar as ideias e pensamentos sexuais que o novo presidente Donald #Trump defende. Muitas famosas estavam presentes, em especial a #Madonna. Ela fez um discurso direto e grosseiro contra o presidente.

A cantora postou em suas redes sociais que expressar-se é uma forma de respeitar você mesmo. Assim sendo, ela discursou em tom de confronto.

"Hoje é o início da nossa história. A revolução começa aqui.” Afirmou estar lutando pelos direitos de igualdade e liberdade, dizendo que as mulheres não tem medo e nem estão sozinhas.

Publicidade
Publicidade

Com raiva, fez uma declaração polêmica: “(...) às vezes eu penso em explodir a Casa Branca”, gerando várias críticas nas redes sociais. Em contrapartida, ela também disse: "Para os nossos inimigos que disseram que essa marcha não teria do menor efeito, vão se f***. Vão se f***!".

Não parando por aí, Donald Trump não ficou calado. Em suas redes sociais, tratou com ironia a marcha das mulheres, dizendo: "Vi os protestos. É impressão minha ou acabamos de passar por uma eleição? Por que esse pessoal não votou?”.

A manifestação

Durante a campanha eleitoral, vazaram gravações de Trump se gabando de ser uma personalidade famosa, pois "quando você é uma estrela, elas (as mulheres) deixam você fazer o que quiser.”

Afrontando esse pensamento desprezível, mais de 500 mil pessoas se reuniram em protesto.

Publicidade

Entre elas, estavam várias celebridades como Emma Watson, Madonna, Miley Cyrus, Scarlett Johansson, Jane Fonda, Demi Lovato, Katy Perry, entre outras.

Como símbolo, os manifestantes usavam um gorro, ou uma touca, com orelhas de gato. O objetivo era transmitir uma imagem de igualdade de gênero.

Como era de se esperar, essa #Manifestação tomou conta das ruas dos Estados Unidos e de vários outros países.

Madonna

A cantora vez por outra se envolve em situações que chamam a atenção da mídia. Politicamente, mostra-se totalmente contra o resultado das eleições. Ela dava total apoio à campanha de Hillary Clinton. Segundo informações, ela fez algumas brincadeiras polêmicas ao pedir votos para o público.