Hayley Gascoigne, de 32 anos, morreu na tarde desta quinta-feira, dia 26 de janeiro, no tribunal de família, de Hull, na Inglaterra. Apesar de só os resultados da autópsia poderem confirmar, tudo indica que esta #mãe de quatro filhos morreu de parada cardíaca. De acordo com os pais, que estavam do seu lado, quando tudo aconteceu, teria sido resultado do #estresse esse ataque, por causa do caso que estava sendo julgado. Momentos antes de passar mal, Hayley tinha saído para o banheiro, onde poderia ter tomado alguma coisa.

Difícil de explicar o caso de uma jovem mulher que morreu, depois de ter um ataque, na frente da família.

Publicidade
Publicidade

Hayley deixou quatro filhos, pais e irmã desolados com sua perda inesperada. A mulher poderia não ter aguentado a pressão e o estresse em torno de uma questão legal, que estava envolvendo crianças. O caso que estava sendo julgado é reservado, mas o juiz pode já adiantar que o inquérito tratava um caso de justiça familiar, o que teria deixado a mulher nervosa e ansiosa.

De acordo com a irmã, que também estava presente na sala, ela saiu para ir no banheiro e logo que se sentou, na volta, ficou pálida e teve o ataque. "Minha filha morreu nos braços da minha outra filha. Ela morreu por causa do estresse", disse o pai de Hayley, Terry Gascoigne.

Também segundo a família, Hayley era saudável e não tomava drogas ou álcool, apesar da irmã estar com dificuldades para aceitar que ela morresse assim.

Publicidade

Porém, só os resultados da autópsia poderão confirmar o que teria mesmo acontecido com essa mulher.

O pânico se instalou na sala, com as pessoas tentando reanimá-la. Chamaram a ambulância e os paramédicos teriam ficado perto de 40 minutos tentando salvá-la, antes de levá-la para o hospital, onde ela seria declarada morta.

Um porta-voz da polícia revelou o que aconteceu, em declarações para o jornal Mirror, admitindo a importância dos resultados da autópsia, para que possam concluir a investigação desse incidente trágico.

A sessão no tribunal foi interrompida, após esse incidente, e só foi retomada nesta sexta-feira, com o juiz lamentando a #Morte de Hayley, que deixou todos entristecidos. O caso só foi tornado publicamente nesta sexta-feira, para que a família tivesse tempo de contar o sucedido para os filhos da vítima.