A manifestação contra o #aborto ocorre em Washington desde de 1973, sendo organizada anualmente a partir do momento em que a Suprema Corte Americana optou por legalizar o aborto. Conhecida como "Marcha pela Vida", tem o objetivo de lutar para que o feto não seja abortado do corpo materno.

Desde que #Trump ganhou as eleições americanas, percebe-se que eventos republicanos passaram a ganhar mais notoriedade. No ano de 2017, o evento encontra-se na 44ª edição, além do apoio de Trump os manifestantes também receberam do vice-presidente dos #EUA, Mike Pence, que palestrou na manifestação. Mike falou para os militantes pró-vida que a luta contra o aborto está mais fortalecida. Ainda afirma, que graças ao trabalho feito por pessoas que lutam contra o aborto nos EUA, ideias em favor da vida estão vencendo novamente.

Destaca-se que no período em que governou Indiana, Pence assinou uma das leis mais rigorosas no combate de práticas abortivas

Em rede social, Trump diz que "A #MarchaPelaVida é tão importante.

Publicidade
Publicidade

A todos vocês que estão marchando --- vocês têm meu total apoio", assim assente no Twitter.

Trump tem militado contra o aborto desde a época em que passou a fazer parte de grupos republicanos. Assim, ao tomar posse da presidência proibiu o envio de dinheiro do governo para organizações que pratiquem aborto no exterior.

Verifica-se que a luta contra o aborto já foi inaugurada no governo de outro líder americano, Ronald Reagan, quando exercia liderança política impediu a concessão de financiamentos com dinheiro americano para favorecer aborto no exterior.

Marcha pela vida nos EUA

Os organizadores do evento estimam a participação de 50 mil manifestantes, sendo a maioria dos participantes cristãos, ocorrendo o evento nesta sexta-feira (27/01). Na marcha, os defensores pró-vida percorrem várias ruas até chegarem ao ponto principal, a Corte Suprema dos Estados Unidos; andando com cartazes e fazendo orações, o objetivo principal é protestar contra a legalização do aborto.

Publicidade

Diante de tudo o que foi redigido, observa-se que o evento elencado tem caráter político republicando, no sentido em que almeja combater ideias progressistas que militam em favor do aborto. Sendo assim, a marcha pela vida ocorre para garantir o direito do feto em ter expectativa de vida.