Um adolescente de Miami, nos Estados Unidos, cometeu suicídio, e segundo informações da mídia internacional, teria usado o serviço de streaming de vídeo do Facebook Live para transmiti-lo on-line. O Departamento de Crianças e Famílias da Flórida confirmou que Nakia Venant, de 14 anos de idade, tirou sua vida de um dia para o outro ao se enforcar no banheiro da casa de seus pais adotivos. Segundo o site Miami Herald, o vídeo do Facebook Live, que mostra Venant se enforcando, tinha duas horas de duração e em um ponto mostrou o adolescente usando um lenço para fazer um laço caseiro. A polícia informou que o vídeo de Venant terminou com a morte dela, mas os amigos dizem que ela ainda teriam ficado um tempo padecendo no laço feito por ela mesma.

Publicidade
Publicidade

"Estamos absolutamente horrorizados e devastados pela notícia da morte desta jovem", disse Mike Carroll, do departamento de polícia da Flórida, ao Miami Herald. "Faremos tudo o que pudermos para apoiar esta família e todos aqueles que cuidaram dela enquanto começam a se curar desta tragédia", continuou o responsável pelas investigações do caso. As autoridades disseram que Nakia Venant cometeu #Suicídio no banheiro da casa de seus pais adotivos. Médicos ainda tentaram salvar Venant, mas devido a uma série de percalços eles não foram capazes de chegar a adolescente no tempo necessário.

A emissora de televisão CBS informou que uma amiga de Venant alertou a polícia de Miami quando viu o vídeo e os policiais apareceram em sua casa. A adolescente então deu aos oficiais um endereço para ir, mas era o errado.

Publicidade

Quando a polícia chegou à casa, às 3 da manhã, eles encontraram Venant pendurada no banheiro, enquanto seus pais adotivos dormiam no quarto. Oficiais e uma equipe de resgate de incêndio tentaram ressuscitar Venant, mas seus esforços foram infrutíferos e ela anunciada como morta.

Não se sabe ainda o que teria motivado o fato da menina se matar, mas ela diz no vídeo que não queria continuar sendo um estorvo para a sua família adotiva. A mãe da garota chorou muito em entrevistas. #Crime