Um grupo de investigadores conseguiu confirmar que o naufrágio do famoso navio “Titanic” não foi provocado por um choque violento contra um iceberg, mas sim por ter sofrido um incêndio, poucas semanas antes da viagem fatal. Tal como informa o site “O Observador”, a tese do incêndio no navio, três semanas antes de sair de Belfast, já tinha sido dado como garantido, mas só agora novas informações sobre esse incêndio foram tornadas públicas pelos investigadores. O grupo garante que o incêndio fez com que a zona inferior do Titanic, o casco, ficasse claramente fragilizado, não tendo, por isso, conseguido aguentar um simples embate contra um iceberg.

Publicidade
Publicidade

Foi em 1912 que, transportando cerca de mil e quinhentas pessoas, um dos maiores navios da época, na sua viagem de estreia e considerado “invencível” pelos seus construtores, afundou e provocou muitas vítimas mortais. Desde então, muitos livros e mesmo Hollywood “aproveitaram” essa enorme tragédia para lucrarem. Contudo, se descobriu agora, que a #História estava sendo mal contada há 105 anos e que a mentira de que tinha sido um iceberg o principal responsável pela tragédia, foi agora exposta.

Através de novas fotografias do navio, nunca antes tornadas públicas, mostram que a teoria do incêndio e que o casco do Titanic estava fragilizado antes da viagem está correta. Como garante o site “O Observador”, foi devido à análise aprofundada dos investigadores dessas fotos que tudo começou batendo certo.

Publicidade

Até agora, muitos especialistas consideravam muito estranho um navio como o Titanic se ter afundado por causa do iceberg, sendo que agora tudo parece fazer finalmente sentido.

O grupo garante que o incêndio foi de grandes dimensões, pois o Titanic, embatendo contra o iceberg, não teve força na sua estrutura para aguentar com o choque violento. Passadas poucas horas, e com o casco que já tinha sido fragilizado há poucas semanas, ele acabou por ceder, fazendo com que o navio rapidamente se afundasse nas águas frias do Oceano Atlântico. Nas redes sociais, um pouco por todo o mundo, as pessoas estão em choque com o real motivo para o famoso #Acidente fatal, questionando até que ponto as pessoas, que tinham conhecimento do incêndio, não foram as verdadeiras responsáveis por esse desfecho trágico.