Nesta quarta-feira (28), morreu o urso panda mais velho do mundo. Ele morava em um cativeiro na #China e morreu aos 31 anos de idade, deixando 130 descendentes no mundo, sendo considerado por isso um “pai heroico”.

O Centro de Pesquisas e Conservação do Panda Gigante, situado em Sichvan, estava cuidando de Pan Pan. Conforme declarações dadas em uma rede social, a causa da morte foi um câncer. Ele se encontrava em uma situação muito ruim, não conseguia se mexer ou comer e não conseguiram salvá-lo.

Ele nasceu em 1985, era um panda em liberdade no sudoeste da China. Depois de alguns meses do seu nascimento, foi recolhido e passou o resto de seus dias em cativeiro.

Publicidade
Publicidade

O seu nome significa esperança. Ele se destacou por ser bastante prolífero e seus descendentes também herdaram essa característica.

A maioria dos pandas vivem cerca de 20 anos. Os que estão em cativeiro, um pouco mais, e eles têm certa dificuldade de se reproduzir nesses ambientes, mas Pan Pan se diferenciou, e muito, dos outros ursos por ter muita idade e reproduzir sem dificuldades. No outubro passado, morreu também a panda fêmea, Basi, que tinha 36 anos, e era a mais velha do mundo.

Os pandas no mundo

O habitat do urso panda reduziu muito com a expansão da área urbana chinesa. Restaram poucas áreas com florestas de bambu e isso fez com que o número de pandas diminuísse ao longo do tempo. O bambu corresponde a 99% da alimentação de um panda. Eles precisam comer de 12 a 38 quilos por dia para se manter e funcionar perfeitamente.

Publicidade

Atualmente, a China conseguiu tirar o panda, que é o ícone nacional chinês, da ameaça de extinção e mudar o seu status para “espécie vulnerável” na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da #Natureza. Existe hoje cerca de 2060 pandas, número que possibilitou que Hílton-Taylor, que é o autor da lista vermelha, mudasse o status da espécie. Segundo ele, é só conseguir muito bambu para que o número de pandas aumente mais ainda. Sem o bambu eles não têm um futuro bom pela frente. #Animais