De acordo com o site Express do Reino Unido, uma idosa de 80 anos que reside na Bósnia e Herzegovina (país que se originou após a extinção da Iugoslávia) ganha a vida de uma forma um tanto incomum: a mulher usa sua língua para tratar problemas oculares de seus "pacientes".

Hava Celebic, que é conhecida como Nana Hava, vive em uma região rural do país europeu e, como estava descontente com sua aposentadoria, decidiu abrir um "consultório" para tratar os olhos das pessoas.

Hava afirma que é a única pessoa no mundo todo que cura problemas oculares com a própria língua e antes de atender cada paciente ela esteriliza seu "instrumento de trabalho" fazendo um bochecho com álcool.

Publicidade
Publicidade

Assim que a língua é esterilizada, com o auxílio de suas mãos, a mulher mantém aberta a pálpebra do olho que está com problema (às vezes ela é auxiliada neste processo pelos seus próprios pacientes) de modo que possa colocar a sua língua sobre o globo ocular e fazer uma varredura procurando por corpos estranhos, como por exemplo, pedaços de vidro, serragem, carvão, ferro ou chumbo.

Cinco mil pacientes satisfeitos

Segundo o Express, a própria Nana Hava, que diz ter aprendido a técnica de lamber olhos com outra mulher também chamada Hava, afirmou já ter curado mais de cinco mil pessoas usando seu método nada convencional. A idosa alega que é procurada por gente das mais diversas nacionalidades – incluindo americanos e russos – que vão até ela após tratamentos convencionais falharem.

Hava diz que muitos dos seus pacientes não podem ser ajudados pela medicina moderna e que essas mesmas pessoas chegam até ela com os olhos inchados depois de saírem de hospitais, sem ter seus problemas oculares resolvidos.

Publicidade

A idosa afirma também que não costuma cobrar de quem está desempregado ou não possui dinheiro no momento do #Tratamento, mas que geralmente cobra 10 euros pelo serviço.

Ainda de acordo com o Express, Nana Hava está temerosa com o futuro de sua técnica, já que ela não pode ensinar o procedimento aos seus descendentes pelo fato de seus filhos serem muito "enjoados" para colocar a língua nos olhos de outras pessoas.

Entretanto, mesmo depois de deixar esta vida, pode ser que a idosa continue curando, pois afirmou: "Me foi dito que as pessoas vão cortar a minha língua quando eu morrer para que a aldeia possa continuar a tratar as pessoas".

Assista ao tratamento feito por Nana Hava:

#Curiosidades #Europa