As autoridades do Condado de Blount acreditam ter descoberto um caso de abuso sexual de menor que, chocantemente, contava com a cumplicidade da própria mãe da vítima, que estava mancomunada com o perpetrador dos abusos.

Amy Floyd Morgan, uma moradora do estado americano do Alabama, no sul dos Estados Unidos, foi presa nesta quarta, dia 18 de janeiro, por suspeita de ter repetidamente levado sua filha a um motel para que um senhor de meia idade pudesse manter reações sexuais com a garotinha. Segundo as autoridades, Amy está sendo acusada de tráfico humano e participar de conspiração para cometer abuso sexual de criança menor de 12 anos e foi enviada para Facilidade Correcional do Condado de Blount.

Publicidade
Publicidade

Sua fiança foi fixada em 350.000. dólares.

Segundo a acusação, a senhora Morgan recebeu por mais de um ano dinheiro de Rama Raji Erramraju, de 44 anos de idade, para permitir que este fizesse #sexo com sua filha. A polícia diz que a senhora Morgan levava a filha ao quarto 106 do Covered Bridge Inn em Oneonta (uma cidade do Condado de Blount), onde vive o senhor Erramraju (também chamado de Sonny), que foi preso no dia 11 deste mês e está detido na Facilidade Correcional do Condado de Blount, sem direito a fiança, para que ele pudesse manter relações sexuais com a menina. Ele responderá a várias acusações entre as quais a de tráfico humano, facilitar viagem de criança pra um ato sexual ilegal, atrair criança para propósitos imorais e a de abuso sexual de criança menor de 12 anos.

Posta em redes sociais indicam que a senhora Morgan tem quatro crianças e que ela costumava realizar strip-tease sob o nome Jewel (Joia) em um casa de strip-tease no estado da Flórida, na região Sudeste dos Estados Unidos, antes de se mudar para o estado do Alabama.

Publicidade

Tim Kent, xerife do condado, disse à estação de TV local WBRC que os crimes dos quis Morgan e Erramraju estão sendo acusados são nauseantes e imperdoáveis. A autoridade não pôde fornecer informações sobre o caso para não prejudicar a investigação, que prossegue. #Pedofilia #Crime