Aconteceu na Nigéria, em um hotel do estado de Delta; um #Homem de 30 anos faleceu após ter tido o que foi chamado de ‘estresse após longa #ereção’, que ocorreu por ele ter ingerido uma droga que tem como objetivo melhorar o desempenho sexual. A vítima tinha três filhos e era casado, mas no momento da fatalidade estava mantendo relações íntimas com uma amante.

Segundo as informações do site do jornal britânico ‘Daily Mail’, o homem se chamava Samson e foi encontrado já morto no quarto do hotel. Mas os exames feitos após a sua morte apontaram que ele estava usando a droga ‘Manpower’, que oferece supostamente os mesmos efeitos que o Viagra.

Publicidade
Publicidade

O uso da medicação trouxe um tipo de estresse para ele, isso porque, ao utilizá-la, ele acabou tendo um tipo de ereção muito prolongada, o que acabou o matando.

De acordo com uma fonte que ofereceu informações para o site ‘Punch’, o diagnóstico da morte do homem foi concluído como ‘estresse da dureza consistente’, enfim, algo que não estamos acostumados a ouvir sempre. A fonte ainda informou que tal suspeita, dele ter usado a medicação, partiu do bar do hotel, onde ele chegou a contar seus planos de consumir a droga, afim de ter mais potência sexual. Afinal de contas, ele já estava cortejando a moça há três meses e, por isso, ao que tudo indica, ele não queria a desapontar.

Como era a primeira vez que Samson tomava a mediação, ele acabou ficando por um longo tempo mantendo relações sexuais com a moça e, deviso a isso, já não conseguia mais ejacular, o que indica que ele acabou sendo dominado pela droga.

Publicidade

Ou seja, ele acabou tendo um tipo de overdose de sexo e não suportou.

O caso serviu como exemplo para alertar as pessoas, pois os médicos indicam que usar esse tipo de medicação, sem a supervisão de um profissional, pode ser muito perigoso realmente e a prescrição medica é muito necessária nesses casos. Afinal de contas, esse tipo de droga mexe muito com organismo de uma pessoa, por isso, ela deve ser usada somente para quem precisa dela de verdade. #morreu