Donald Trump tem travado uma guerra com a impressa norte-americana. Desde o começo de sua campanha nas primarias, ele tem sido alvo de vários assuntos polêmicos nos jornais em especial a rede de TV #CNN, que dessa ultima vez divulgou uma foto onde fazia um comparativo de pessoas na posse do ex-presidente Barack Obama com a posse do atual presidente #Donald Trump, realizada na sexta-feira passada (20), com clara intenção em mostrar que a popularidade do atual presidente é baixíssima. Isso despertou a ira de Trump.

Seria a foto uma montagem que foi feita para denegrir a popularidade de Trump?

Essa foto circulou nas redes sociais de todo o mundo, assim também como em canais de TV.

Publicidade
Publicidade

Nela é possível notar que na posse do ex-presidente Obama teve mais pessoas que a posse do atual presidente Donald Trump.

Porém, neste sábado (21), um dia após a posse, Trump veio a público e disse que a foto é uma montagem para prejudicá-lo. Afirmou ainda que os jornalistas “estavam entre os seres humanos mais desonestos".

Essa afirmação caiu como uma bomba entre os meios de comunicação dos #Estados Unidos que há pouco tempo noticiou que a “derrota” de Donald Trump era certa e Hillary Clinton seria eleita como presidente dos Estados Unidos, algo que não aconteceu e foi repercutido em todo o planeta.

A rede de TV CNN se defendeu e disse que os meios de comunicação estão sendo atacados por reportar os fatos de forma "correta e precisa".

Mídia x Trump

A marcha das mulheres contra Donald Trump foi tema de reportagem em vários jornais e canais de televisão.

Publicidade

A grande mídia americana tenta se recuperar do erro cometido nas pesquisas presidenciais americanas onde perdeu um pouco a credibilidade entre seu público e ainda foi motivo de vários memes pela internet. Desde então, Donald Trump não tem medido esforços para dizer que está sendo perseguido por toda mídia, que se utiliza de reportagens como essa da foto.

Embora a guerra entre Trump e os meios de comunicação não parece ter fim, o presidente ainda é o foco não só da mídia americana como da mídia de todo mundo por ocupar o cargo mais poderoso dos Estados Unidos da América.