"Atenção, senhores passageiros. Este voo vai terminar em barraco!". Poderia ser assim que as comissárias de bordo do voo entre Beirute, no Líbano, e Londres, na Inglaterra, poderiam ter começado mais um dia de trabalho. Isso porque os passageiros que estavam nessa viagem pareciam com os ânimos bem aflorados. De acordo com informações do jornal 'O Globo', em reportagem publicada nesta sexta-feira, 13, passageiros do trajeto mencionado anteriormente decidiram trocar socos e tapas no ar. O motivo? Ninguém sabe. O jornal carioca evidencia a falta de justificação explícita para briga, mas publica um vídeo, que mostra toda a confusão. Essas imagens podem ser vistas ao final dessa reportagem.

Publicidade
Publicidade

O jornal 'O Globo' não diz ao certo quando a viagem da discórdia foi realizada, mas fala que o vídeo começou a circular nessa sexta-feira. Nas redes sociais, ele teria virado um verdadeiro fenômeno de acessos. Ao que se sabe, a briga não terminou nada bem e afetou a segurança de todos a bordo, inclusive, os mais adeptos ao lema 'paz e amor' e que apenas observavam perplexos a briga entre alguns passageiros. O voo acabou tendo que fazer um pouso forçado e colocando as autoridades em alerta. É bastante raro um pouso desse tipo. Geralmente, ele acontece por uma falha mecânica, ou por uma grave emergência médica.

As imagens mostram que os dois homens na confusão estavam muito nervosos. O avião era da Middle Eastern Airlines e acabou pousando em Istambul, na Turquia. A região, apenas para lembrar, convive com regulares atentados terroristas.

Publicidade

O homem que grava as cenas de briga diz que tudo está muito engraçado. Ninguém teria sido preso. A companhia aérea prefere não comentar o barraco.

Veja abaixo o vídeo que mostra toda a confusão no avião. Na sua opinião, o que pode ter motivado a briga entre os passageiros? Será um episódio de ciúme, ou uma discussão por conta da poltrona? Não esqueça de deixar seu comentário. A sua opinião sempre importante para todos nós e ajuda a criar um diálogo a respeito deste e de outros temas.

#Crime