Uma #foto, considerada como "polêmica", que Heather Whitten tirou em 2014, rodou o mundo pelas redes sociais. Contextualizando, na foto aparecem o seu marido, Thomas, e seu filho, Fox, embaixo de um chuveiro, enquanto tentavam baixar a febre e aliviar as dores do garoto, que apresentava diarreia e vômito.

Cerca de 9 milhões de pessoas viram a foto. Entretanto, uma única pessoa se incomodou com o que viu e prestou queixa contra a #mãe, por expor a criança nua. A polícia do Arizona, nos Estados Unidos, e o departamento responsável pela segurança infantil investigam o caso.

A mãe é fotógrafa documental e relata que o caso chegou a ser encerrado, mas, agora, o departamento de Segurança Infantil do Arizona, por meio de uma investigadora que reabriu a investigação.

Publicidade
Publicidade

Heather está sendo investigada por ser negligente, abusiva e imodesta.

A investigadora esteve na casa da família e, em uma entrevista rápida, como conta a mãe, a acusou de ser negligente, dentre outros adjetivos. Ainda segundo a mãe, que tem 4 filhos, os adjetivos foram imputados a ela porque, no momento da entrevista, Heather não havia coberto o seio que amamentava um de seus gêmeos mais novos. Nos Estados Unidos, amamentar em público é permitido e amparado por lei.

Sobre a foto do pai com o filho no chuveiro, a mãe escreveu que estava encantada com a atitude de pai, que cuidava do filho doente, todo paciente e amoroso. Fox se sentia seguro e protegido. O garoto e o pai ficaram algumas horas no chuveiro tentando baixar a febre e Thomas limpava o garoto, quando ele vomitava.

Agora, no próximo dia 3 de fevereiro, a mãe ficará frente a frente com ao juiz do caso.

Publicidade

Se a denúncia prevalecer contra a defesa, Heather será fichada e ficará 25 anos em uma lista de pessoas que cometeram abuso contra crianças no Estado.

Com a pena, Heather também ficaria impedida, por exemplo, de ser cuidadora ou adotar crianças. A restrição, apesar de ser no Estado, pode prevalecer para todo o país e, assim, Heather não poderá mais trabalhar, já que, hoje, apoia crianças e adultos vulneráveis

Uma campanha de levantamento de fundos pela internet foi feita em prol da família e conseguiu arrecadar US$ 5 mil, em apenas 8 horas, com o objetivo de financiar as custas judiciais.

Veja a foto que foi considerada "polêmica":

#amamentando