Em novembro do ano passado, um avião da empresa aérea LaMia caiu na região de Medellín, na Colômbia. Ele levava o time da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana. A queda da aeronave é considerada a maior tragédia da história do esporte no mundo, pois acarretou na morte de 71 pessoas. Nenhuma outra tragédia acometeu tantos falecimentos. Isso não gerou apenas a frustração e tristeza de um momento, como também mudanças até mesmo psicológicas. Na semana que passou, por exemplo, o time de futebol 'Belgrano', que joga na primeira divisão da Argentina, antes de voar, decidiu deixar o avião.

Os atletas, assustados com o que estava acontecendo, preferiram não arriscar.

Publicidade
Publicidade

No momento da desistência, o avião estava no aeroporto de Pajas Blancas, em Córdoba. A cidade é a que representa o clube e onde ele está sediado. A tripulação do voo passou da hora da decolagem e ficou minutos sem dar qualquer informação. Depois de muito tempo esperando, o piloto avisou que o problema estava resolvido. O resultado? Os jogadores desistiram de continuar o trajeto. A pedido dos atletas, os dirigentes do clube decidiram então que a delegação deixasse a aeronave, o que foi feito. O caso ganhou repercussão no Brasil graças ao jornal 'O Globo'. Logo abaixo, o leitor pode ver o exato momento, flagrado em um vídeo, que mostra os jogadores indo pegar as suas malas.

O tal voo problemático não era fretado como o que envolveu o time da #Chapecoense. Ele tinha outros passageiros. Quinze outras pessoas fizeram o mesmo que os atletas.

Publicidade

Talvez por uma premonição, todos deixaram de viajar naquela aeronave. Segundo 'O Globo', o avião teve diversas panes elétricas antes de conseguir decolar. Em entrevista ao canal de televisão ITV, o técnico do time, Leonardo Madelon, disse que o ambiente estava muito tenso e que ele não conseguia mais controlar o medo dos jogadores.

Em nota, o clube disse que a decisão foi para "garantir a integridade física e psicológica" dos atletas.

Veja abaixo o vídeo que mostra os jogadores do time argentino tomando a decisão de sair da aeronave, pois estavam com medo de serem vítimas de uma nova tragédia, assim como ocorreu com a Chapecoense.

#tragédia aérea