As autoridades policias da cidade de Pádua, norte da #Itália, fechou um restaurante de comida chinesa sob a acusação de que o mesmo estaria servindo carne humana. A ação policial aconteceu depois de um funcionário que trabalha no restaurante postar em seu #Facebook uma foto tirada no restaurante. A foto foi supostamente tirada na cozinha do local, e mostra dois pés humanos em uma tigela azul, já em avançado estado de decomposição.

Segundo a reportagem do jornal americano Daily Mail, a foto foi postada por um garçom do estabelecimento depois de um grupo de eslovenos pedir um dos pratos que é o carro chefe da casa: "patas de urso".

Publicidade
Publicidade

O garçom se dirigiu a cozinha quando encontrou dois pés humanos sendo preparados e resolveu compartilhar o fato juntamente com a foto na sua rede social. O restaurante chinês acusado de servir os pés humanos fica na zona industrial de Pádua.

A denúncia chegou às autoridades locais depois de um cliente italiano do restaurante ter visto a imagem perturbadora dos pés humanos em decomposição na internet.

As autoridades policiais e agentes sanitários foram até o local e encontraram os supostos pés humanos em decomposição, encontraram ainda peixes congelados, de origem estranha e duvidosa, pernas e patas de caranguejo e rãs, também já em estado de decomposição, sujeira na geladeira, fogão e no chão, mostrando que o restaurante não se importava muito com a higiene e com os produtos que vendia, e a um precinho nada camarada, já que o prato pedido pelos eslovenos custava cerca de 400 euros.

Publicidade

A reportagem do Daily Mail não informou o nome do restaurante para não atrapalhar e influenciar nas investigações.

O garçom, que não quis ser identificado, informou ao jornal e as autoridades que as "patas de urso" eram preparadas com os pés humanos e que foram servidas para os eslovenos mais tarde.

A iguaria vendida como "patas de urso" era supostamente preparada com pés humanos. O prato é considerado uma iguaria rara na #China e custa aproximadamente 400 euros, cerca de 1.360 reais. O restaurante ainda continua em operação, enquanto os cientistas forenses analisam os pés encontrados no local.