Allen Christopher Ivanov, de 20 anos, tornou sua passagem pela corte memorável após ter sido sentenciado à prisão perpétua pelo triplo homicídio de Anna Bui, Jordan Ebner e Jake Long, todos com 19 anos. De acordo com o site People, Anna terminou seu relacionamento com Ivanov pouco antes do crime.

A juíza da Suprema Corte, Janice Ellis, disse a ele pouco antes de ser sentenciado: “você merece ser separada da sociedade pelo resto de sua vida, e você irá (ficar separado)”.

Ivanov admitiu em dezembro de 2016, ter comprado recentemente um rifle AR-15 para cometer os assassinatos em 30 de julho de 2016, em Washington, próximo a Seattle.

Publicidade
Publicidade

Ele confessou ser culpado dos 3 assassinatos

Ao falar publicamente pela primeira vez, Ivanov falou aos familiares das vítimas que ele se arrepende muito de suas ações, mas não conseguiu explicar-se.

“Como eu pude fazer isto? Eu não seu dizer”, disse Ivanov, lendo um pedaço de papel. Recordando dos eventos que “arruinaram sua vida”, ele disse à corte que estava se sentindo sem esperança, à beira do suicídio e com muito ciúme quando ele atirou em sua ex-namorada que também havia sido sua colega de classe.

Ivanov abriu mão do direito de apelar da sentença quando se declarou culpado em dezembro, para evitar a pena de morte, disse o oficial da corte ao site People. Seu advogado de defesa não foi encontrado para comentários.

Houve vários esforços infrutíferos para contatar a família das vítimas.

Publicidade

Mas o jornal The Seattle Timesnoticiou que todos expressaram muita dor na corte.

“Allen Ivanov roubou muito de muitas pessoas. 3 pessoas inocentes estão mortas porque Allen as assassinou. Isto é o que sobrou do meu filho, as cinzas. Jake se foi porque Allen o matou.”, disse a mãe de Jake Long. Ela levou à corte uma urna com as cinzas de seu filho.

Os investigadores disseram que Ivanov estava furioso com Anna – que se recusou a dar uma segunda chance ao relacionamento – e começou a persegui-la pouco antes de matá-la.

Ivanov ficou do lado de fora da festa durante várias horas e, segundo o que ele disse na corte, ele não conseguiu controlar suas emoções naquela noite.

Outro convidado da festa foi alvejado, mas sobreviveu, quando Ivanov abriu fogo na casa antes de ir à procura de Anna Bui.

Allen afirmou que nunca teria cometido os crimes com as próprias mãos e disse que gostariam que ninguém tivesse lhe vendido a arma que usou.

“Anna me visita em meus sonhos e fala comigo o tempo todo”, disse Ivanov para a corte, antes de proclamar que seu amor por ela nunca terminará.

Publicidade

Ele foi preso próximo à cena do #Crime, a cerca de 90 minutos depois dos assassinatos.

Muitas pessoas com quem o People falou quinta-feira (12) duvidada da sinceridade das palavras de Ivanov, salientando que ele escreveu letras de rap na cadeia, se gabando de ter matado Anna.

“Eu sabia que ela sabia que eu era a causa da morte, eu vi em seu rosto logo antes de puxar o gatilho.”, dizia parte da letra escrita na prisão.

Ivanov afirma que Satanás é o culpado das mortes, porque era ele no controle, naquela noite. #Estados Unidos #Violência