Todo motorista brasileiro sabe que as estradas no país são um verdadeiro tormento, que causam atrasos, prejuízos e acidentes. Se nas grandes cidades a situação já é precária, basta sair dos grandes centros para encontrar estradas importantes sem nenhum tipo de pavimentação, cheias de buraco e de lama e sem a mínima segurança.

Um exemplo de solução para esse problema vem da Austrália, de uma pequena cidade chamada Shire of Moora. Um vídeo, que registra o processo de pavimentação, já é um sucesso na internet, com mais de 15 milhões de visualizações, e o que chama tanto a atenção é a simplicidade e a eficiência do processo, que otimiza o uso das máquinas e caminhões e produz resultados em pouquíssimo tempo.

Publicidade
Publicidade

O vídeo, com pouco mais de 3 minutos, mostra as diversas etapas da obra sendo realizadas simultaneamente, com um sincronismo perfeito e a utilização de poucas máquinas e homens. Usando um processo chamado dechip seal, uma extensa área da estrada é pavimentada rapidamente, sem desperdício de material e com uma técnica invejável.

Técnicas avançadas garantem rapidez e qualidade

O que mais chamou a atenção de todos no vídeo disponível na internet é a precisão dos condutores dos caminhões, já que deles depende o sucesso da operação. Se no Brasil estamos acostumados a ver dezenas de trabalhadores conduzindo o processo de pavimentação quase que manualmente, por lá, todo o trabalho é executado com caminhões de ultima geração, operados com muita destreza e precisão.

Um exemplo de engenharia que pode e deve ser adotado em outros países, inclusive no Brasil, já que assim poderia se garantir maior qualidade nas estradas e consequentemente, mais segurança para motoristas, pedestres e toda a comunidade.

Publicidade

Vale ressaltar que as imagens mostram que a #estrada está sendo construída em uma área rural, pois se pode perceber que há uma plantação bem ao lado da obra, portanto, essa é uma técnica que pode ser utilizada nos mais diversos tipos de terreno.

Veja como a estrada é feita no vídeo abaixo:

#Viral #Mundo