Infelizmente a crescente violência de grupos terroristas e extremistas colocam o mundo em alerta. Uma das armas mais cruéis e fatais utilizadas por estes grupos são os #homens-bomba, que cometem atos insanos e se matam levando a vida de muitas outras pessoas.

Nos últimos anos, não só homens se prestam a este tipo de serviço para o #Terrorismo, cada vez mais mulheres e crianças são aliciadas para exercerem este papel, levando a morte e o desespero pelo mundo afora.

De acordo com o site de notícias e entretenimento 'Blogando Tudo', o treinador e/ou professor de homens bomba do grupo de extremistas sunitas, estava ensinando aos seus soldados como agir em um ataque terrorista quando explodiu a turma de alunos por engano.

Publicidade
Publicidade

Candidatos a homens-bomba morrem em explosão causada pelo professor

Segundo as informações do #Exército e da Polícia Iraquiana, os alunos que morreram explodidos por engano, assistiam uma demonstração de como acionar o cinto com as bombas, o treinamento estava acontecendo ao norte de Bagdá, capital do Iraque, em um acampamento do grupo extremista.

Ainda de acordo com estas informações, o treinador utilizou um cinto que estava cheios de explosivos, ao invés de utilizar um similar apenas para demonstração. Ao acionar o dispositivo ele explodiu um aluno e atingiu a todos os outros que estavam no treinamento.

Os soldados combatentes foram recrutados pelo grupo conhecido como ISIS (Estado Islâmico do Iraque e da Síria). O Isis tem atuado na província de Anbar contra o Exército Iraquiano e Xiitas.

Publicidade

Na explosão acidental no treinamento dos homens-bomba, morreram 15 alunos e 22 ficaram gravemente feridos. O acampamento fica em uma área rural e pelo menos oito militares ligados ao grupo foram presos pelo Exército Iraquiano tentando sair do local.

No início de janeiro, o Estado Islâmico do Iraque e da Síria, invadiu a cidade de Fallujah e a cidade vizinha de Ramad, ambas localizadas na região de Anbar, assumindo o controle das ruas e dos prédios onde atuavam as autoridades locais.

O Isis é considerado um grupo perigoso e extremamente violento.