Entre os anos de 2006 e 2014, o setor de pesquisa e desenvolvimento de tecnologia militar da União Europeia sofreu um grande corte de investimentos, cerca de 1,9 bilhão de euros – aproximadamente 6,5 bilhões de reais. Este foi um dos motivos pelos quais o parlamento europeu aprovou um fundo de 25 milhões de euros destinados para #Pesquisas militares, valores estes que podem aumentar até 90 milhões de euros até o ano de 2020 e que podem chegar até 500 milhões de euros - aproximadamente 1,7 bilhão de reais - por ano a partir de 2021.

As pesquisas militares seriam uma resposta da União Europeia frente às mudanças de posicionamento político e ameaças terroristas

Com o crescimento do autoproclamado Estado Islâmico, diversas regiões da Europa se viram reféns de uma série de atentados que atingiram países como Bélgica, França e Alemanha.

Publicidade
Publicidade

Os habitantes do velho continente já não se sentiam seguros e os serviços de inteligência pareciam não dar conta dos ataques surpresas feitos pelos radicais. Houve então a necessidade de melhora da tecnologia, como coberturas eletrônicas, robótica e encriptação de softwares. Outro ponto interessante seria a melhoria dos metamateriais, estruturas importantes que podem ser utilizadas na montagem de protótipos de drones marítimos ou na construção de objetos que não podem ser identificados por radares e que apenas poderiam ser feitas com novos investimentos na área.

Apesar do grande salto de investimentos, a União Europeia ainda investe menos em pesquisa e desenvolvimento de tecnologia militar do que alguns países como Estados Unidos e China. Alguns cientistas, como Stuart Parkinson, dizem que os investimentos não estão sendo feitos de maneira correta e que acabam desviando grande parcela do que poderia ser destinado para pesquisas relacionadas ao clima e o fornecimento de energia.

Publicidade

Mas há também aqueles que defendem essa medida, como Ortwin Hess, alegando que os investimentos em pesquisa e desenvolvimento podem combater não apenas os conflitos, mas suas causas, sendo elas sociais ou ambientais. #Estado Islâmico