Nesta quinta-feira, 15, uma tragédia chamou a atenção do mundo. Um edifício de 15 andares começou a pegar fogo na cidade de Teerã, capital do Irã. Muitos bombeiros foram encaminhados ao local, pois as chamas eram de grande proporções.

A televisão local mostrava o trabalho dos agentes, ao vivo, quando algo ainda pior aconteceu. O prédio desabou em cima dos bombeiros que realizavam a tentativa de salvamento de possíveis vítimas. De acordo com informações do G1, as cenas foram feitas pela TV pública local. A agência de notícias Associated Press fala em 30 bombeiros mortos.

Segundo as primeiras informações, o prédio foi erguido ainda no ano de 1962.

Publicidade
Publicidade

Nele, funcionava um dos maiores centros comerciais da região. Uma das possíveis causas para o início das chamas é que uma das alas de ateliês têxteis tenha tido algum problema.

Como o material é facilmente combustível, não demorou muito para que toda a estrutura estivesse em chamas. A agência de notícias France Presse informou que, de fato, tinham muitos bombeiros no local, mas disse que 38 estão feridos e que ainda não há relatos da quantidade de mortos na região.

"Havíamos advertido várias vezes os responsáveis do edifício de que não era seguro ter esse tipo de comércio ali", disse um representante dos bombeiros. Já se sabe que panos estavam nas escadas do edifício. A agência internacional Reuters fala em 38 feridos.

O #Incêndio, segundo a Reuters, começou no nono andar e durou quatro horas, até que aconteceu o desabamento trágico.

Publicidade

O resgate das vítimas feridas e a busca de corpos ainda continuam. Tudo permanece sendo mostrado, ao vivo, pela TV pública iraniana.

Imagens assustadoras

Veja abaixo um vídeo que mostra o momento exato em que o prédio desaba. Nas imagens, é possível ver, por exemplo, um bombeiro em uma escada de incêndio fazendo o combate ao fogo.

Na sua opinião, os bombeiros são os verdadeiros heróis da vida real? Não esqueça de deixar o seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós e ajuda a criar diálogo a respeito dos temas. #Irã