Foi nesta quinta (19), que um site americano, o ‘TMZ’, publicou um vídeo polêmico onde um homem supostamente torturava um cão. As cenas foram gravadas em um set de filmagem do filme ‘A Dog Purpose’, que, no Brasil, foi chamado de ‘Quatro Vidas de um Cachorro’.

No início do #Vídeo, um tratador força o cão da raça pastor alemão a entrar em uma piscina que simulava um mar agitado. Ele tenta por várias vezes jogar o animal, enquanto o mesmo se debate para não cair na água. Como a piscina estava muito agitada, tinha ondas e ventos muito fortes, o cãozinho ficou apavorado e não queria cair, mesmo com uma pessoa o chamando e o encorajando constantemente.

Publicidade
Publicidade

A cena do filme tinha como objetivo mostrar um cão salvando a vida de seu dono, mas, ao que tudo indica, o animal não estava se sentindo muito à vontade para fazer isso. A sequência de imagens que cortam o coração de qualquer um, viralizou pela internet, pois a agonia do animal era visível.

A sequência de cenas deixou muitos protetores dos animais revoltados e em entrevista ao TMZ, o representante de uma entidade dos Estados Unidos, explicou tudo o que aconteceu na época das gravações do filme. O representante afirmou que nesses casos em que #Animais participam de filmes, é obrigatório que esteja presente nos sets de filmagens, pelo menos uma pessoa da entidade para que tudo seja acompanhado bem de perto.

A presença de um representante da entidade dos protetores dos animais em sets de filmagens, tem como objetivo preservar a integridade dos animais para que eles não sofram #maus tratos durante as gravações.

Publicidade

Na ocasião, a pessoa que estava presente no local, chegou a ser suspensa da entidade por não ter proibido que a sequência de cenas fosse a diante.

As imagens do make in off foram gravadas com Chroma Key, recurso este que depois da edição foi retirado. No fundo das cenas, é possível se ouvir a voz do diretor identificado como Lasse Hallstrom, dizendo ‘corta’. O que indica que ele se encontrava no local onde as filmagens estavam sendo realizadas.

O ator que faz a voz do cãozinho no filme, Josh Gad, chegou a se pronunciar e afirmou ter ficado muito abalado ao assistir como o animal foi obrigado a ter que entrar naquela água tão agitada e como estava sofrendo por isso.

Pela internet, um debate polêmico foi aberto em relação ao assunto, aonde muitos discutem a possibilidade de o diretor ter optado por recursos gráficos, para assim, não ter submetido o animal a ter que gravar tais cenas aterrorizantes.

Veja a seguir o vídeo aonde mostra os momentos onde o tratador obriga o cão a entrar na piscina, imagens estas que foram consideradas agonizantes para muitos: