Na última sexta-feira (6), nasceu na cidade de Juárez no estado Chihuahua, México, um bebê com duas cabeças, segundo as informações do jornal mexicano "La Prensa". Um vídeo feito logo depois do parto da criança circulou pela internet e comoveu milhares de pessoas mundo afora.

De acordo com o portal de notícias online do jornal Extra, o recém-nascido veio a óbito no último domingo (8), no mesmo hospital em que nasceu. Saiba mais aqui.

Morre bebê que nasceu com duas cabeças

Na segunda-feira (9), os jornais do México noticiaram a morte do pequeno bebê que nasceu com duas cabeças. De acordo com as informações, a criança morreu no domingo apenas dois dias depois de nascer.

Publicidade
Publicidade

O bebê foi internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) logo após nascer, mas mesmo recebendo todos os cuidados necessários, ele não resistiu.

Segundo o médico, o bebê surpreendeu a todos, já que na maioria das vezes os #siameses possuem corpos distintos, alguns órgãos podem ser compartilhados, mas nem todos, porém no caso deste recém-nascido, ele possuía apenas um corpo. O médico ainda afirmou que apesar de ter ficado sob cuidados intensivos e recebendo oxigênio, ele não sobreviveu. Até mesmo porque a sobrevida nestes casos é quase nula.

A mãe do bebê passa bem continua internada. Os pais da criança não tiveram o nome revelado pelo governo do México, afim de manter a privacidade deles.

O vídeo feito do bebê bicéfalo que foi amplamente divulgado no canal do Youtube, teve a autorização de parentes do garotinho.

Publicidade

Assista aqui o vídeo que mostra o bebê:

* Alerta as cenas são fortes, não é recomendado para pessoas sensíveis.

Este tipo de anomalia acontece durante o desenvolvimento embrionário de gêmeos e que acabam se 'fundido'.

Saiba mais sobre gêmeos siameses

O nascimento de bebês siameses é rara, estáticas mostram que a taxa é de um bebê com esta anomalia a cada 100 mil nascidos. Entre 40% e 60%dos bebês morrem ao nascer, ou vem a óbito andes mesmo do parto.

As cirurgias para separação dos gêmeos siameses avaçaram nos últimos anos, porém continua sendo bastante delicada e envolve muitos profissionais da área médica. #Medicina #É Manchete!