Mais uma vez, o Apocalipse tem data marcada e motivo conhecido. Assim como em diversas outras oportunidades, a divulgação de um evento que iria dizimar milhões de pessoas e colocar em risco a continuidade da vida no Planeta Terra ganha repercussão e espaço na mídia, principalmente em tempos de internet e redes sociais.

A ameaça da vez é um asteroide, que segundo um importante cientista russo, está em rota de colisão com a Terra e poderá ser responsável por um tsunami de proporções catastróficas que iria vitimar boa parte da população mundial. A data da colisão foi calculada para 16 de fevereiro desse ano. Ele alerta ainda que os países que possuem extensos litorais, como é o caso do Brasil, seriam os primeiros e mais atingidos países do globo.

Publicidade
Publicidade

O asteroide, batizado de 2016WF9, tem cerca de 1 km de diâmetro e segundo a NASA, que identificou o corpo celeste, está mesmo vindo em direção a Terra, entretanto, a Agência Espacial Americana não confirma a teoria elaborada pelo cientista russo, e informa que, aparentemente, não há motivo para pânico.

Asteroide passará a uma distância segura

Ainda segundo a NASA, embora exista a possibilidade remota de um choque, a enorme distância entre o asteroide e a Terra serve como garantia de que nenhum evento catastrófico irá acontecer. Especialistas afirmam que rochas desse tamanho tendem a se fragmentar ao entrar na atmosfera, ou mesmo antes disso, reduzindo drasticamente as proporções do impacto.

A Terra é frequentemente bombardeada por asteroides e meteoritos, que em geral, não causam grandes danos ao planeta, e tanto a NASA quanto outros órgãos internacionais afirmam ser possível monitorar a aproximação de corpos celestes que poderiam colocar em risco a vida na Terra ou causar grandes catástrofes.

Publicidade

Por outro lado, os que acreditam na teoria do cientista russo acusam a Agência de esconder informações e de manter planos secretos para evacuação seletiva da população em casos de catástrofe como esse, alimentando novas e antigas teorias da conspiração e causando discussão entre os internautas e população em geral. #Mundo #2017