O ator Chuck Norris se encontrou, na quarta-feira passada (8), com o primeiro-ministro de #Israel, Benjamin Netanyahu, durante uma visita a Jerusalém. O encontro ocorreu no gabinete do primeiro-ministro, tendo a reunião sido amigável e o vínculo entre as partes fortalecido.

Netanyahu primeiro interage em tom de brincadeira com Norris, ator internacionalmente conhecido por protagonizar filmes de luta, para em seguida agradecer por todo apoio que tem dado para Israel. Norris respondeu que sempre apoiará Israel.

Enquanto conversava com o primeiro-ministro, ele comentou sobre os três filmes que gravou em Israel, além do longa de ação "Delta Force" ("Comando Delta"), no ano de 1986, sendo a produção dirigida e desenvolvida por um cineasta israelense, cujo nome é Menachem Golan.

Publicidade
Publicidade

Além disso, também retificou o apoio que deu para Netanyahu nas últimas eleições que ocorreram no país.

Quem é Chuck Norris

Carlos Ray "Chuck" Norris é um ator americano especialista em artes marciais. Logo após terminar de servir na Força Aérea Americana, começou a trabalhar como lutador de artes marciais, ficando famoso por ter boa atuação em lutas.

Ele começou a ser convidado para participar de filmes de ação em que contracenava com diversos atores, como Bruce Lee, no filme “Lone Wolf McQuade”, de 1983, além do David Caradine na trilogia “Missing In Action” e Lee Marvin em “The Delta Force”, no ano de 1986.

Conhecido por defender um posicionamento cristão e politicamente conservador, sempre deixa disponível em seu site livros ou artigos que transmitem a mensagem de grandes representações religiosas, como, por exemplo, Charles Spurgeon, John Fox e John Wesley.

Publicidade

Frequenta a Igreja Batista Prestonwood, nos arredores de Dallas, em Texas, e de maneira eventual tem feito trabalhos missionários. Norris também colabora com um programa que ajuda crianças no melhoramento da autoestima por meio da prática de esportes, como, por exemplo, os programas KickStart e KickStart Kids.

Norris sempre demonstrou apoio e interesse na religião cristã, assim como também tem se mantido firme em declarar apoio a Israel. #EUA