Um voo entre as cidades de Seattle e San Francisco, nos Estados Unidos, tinha tudo para correr normalmente se não fosse por um pequeno detalhe: uma adolescente, com em torno de 15 anos, que estava sendo transportada era vítima de tráfico humano. Por sorte a comissária de bordo Shelia Frederick percebeu que algo estava errado quando notou a garota, que não estava com uma aparência de estar sendo bem tratada, sentada ao lado de um homem bem mais velho do que ela.

As suspeitas foram agravadas porque o homem respondia tudo pela garota e se mostrou incomodado quando a comissária buscou puxar conversa com eles. Ao captar a situação, Sheila pediu discretamente, sem que o homem notasse, que a garota fosse até o banheiro.

Publicidade
Publicidade

Lá, ela deixou um bilhete no espelho para a garota, que respondeu com um pedido de socorro.

Logo em seguida, a comissária avisou o piloto sobre o que estava acontecendo, que, por sua vez, comunicou a polícia. Quando o #avião pousou no aeroporto, o homem foi preso. Sheila conta que sentiu que algo estava errado imediatamente quando viu a menina loira sentada na janela.

Segundo ela, a garota parecia "ter passado por um inferno" e, em resposta ao seu bilhete deixado no banheiro, escreveu que precisava de ajuda. O contraste entre a menina e o homem se deu também não só pela diferença de idade, mas também pelas vestimentas. Ela usava roupas desgrenhadas e aparentemente aterrorizada, e o homem estava bem vestido.

A comissária de 49 anos disse ainda que, após o ocorrido, deixou o número de seu telefone com a menina, caso ela precisasse ou quisesse entrar em contato.

Publicidade

Ela disse ainda que as duas mantém contato e que atualmente a garota, que não teve o seu nome revelado, está estudando.

Não há informação sobre o que aconteceu com o homem que foi preso. Segundo informações da rede de TV NBC, somente nos Estados Unidos, cerca de duas mil pessoas ligadas ao tráfico humano foram presas no ano passado.

O curso de comissário de bordo no país americano procura capacitar os profissionais para identificar, além de outros problemas, potenciais situações de tráfico de pessoas durante os voos. Durante o treinamento, os comissários são instruídos a perceber comportamentos suspeitos de possíveis criminosos e também as reações das possíveis vítimas. #Mundo #Curiosidades