Em alguns países, a utilização de maconha para fins medicinais já é uma realidade. A planta é utilizada por pacientes que possuam dores crônicas, esclerose múltipla e que estejam em tratamento de quimioterapia ou radioterapia. Segundo especialistas, a planta pode ajudar a combater os efeitos colaterais desses tratamentos proporcionando uma vida melhor para os pacientes.

Embora alguns países já regulamentaram todo o processo de utilização medicinal da maconha, outros como o Brasil ainda enfrentam dificuldades para a regulamentação. Países como a Holanda e os EUA já estão a frente, pois além de legalizar a maconha para fins medicinais, esses territórios já permitem a utilização da planta como forma recreativa por seus cidadãos.

Publicidade
Publicidade

Nos EUA apenas alguns estados já legalizaram a maconha, mas esse número vem crescendo com o passar dos anos.

Recentemente, uma família no rio de Janeiro conseguiu um salvo conduto para produzir o óleo essencial da planta. Essa família possui um filho pequeno que tem crises que só são amenizadas com esse óleo. Como a importação do produto é cara, a família entrou na justiça pra conseguir plantar maconha no brasil e fazer o óleo para o tratamento de seu filho.

Mas em alguns países, políticas públicas já foram criadas para atender esses pacientes, como na Itália. No país de Michelangelo, o exército é responsável pelo plantio e colheita de mais 100 quilos de maconha. Quem comanda o projeto do exército é o coronel Antonio Medica. Toda a droga é destinada ao preparo do óleo que é usado por pacientes em todo o país.

Publicidade

O projeto acontece desde 2014 e atende centenas de pessoas que pagavam mais caro pelo óleo, que era importado da Holanda. Segundo o governo italiano, com a produção controlada pelo país, não somente o preço é mais em conta como o controle sobre o produto final é maior.

Produzindo seu próprio óleo essencial de maconha, a Itália consegue economizar com o tratamento de pacientes e ainda baratear o custo da produção do óleo. O projeto do governo deu tão certo que, o exército italiano já foi autorizado a dobrar a produção, para suprir a demanda crescente de pacientes.

#Curiosidades