De acordo com informações do Daily Mail, um vídeo extremamente chocante publicado no Twitter pelo usuário Riam Dalati mostra o momento em que um garoto identificado como Abdulbasit Taan Al-Satouf, de apenas oito anos de idade, implora que seu pai o carregue após ter ambas as pernas amputadas até a altura dos joelhos devido a um bombardeio efetuado pela Força Aérea Síria na cidade de Habeet, localizada na província de Idlib.

A filmagem mostra pai do garoto carregando-o nos braços, e colocando-o no chão próximo a um caminhão. Tanto o homem quanto o seu filho estavam cobertos de poeira, e quando a pessoa que estava filmando se aproximou da terrível cena, os adultos presentes no local começaram a exclamar "Allahu Akbar" (que significa Deus é grande em árabe), e o menino, visivelmente em estado de choque, implora: "Me pegue papai, me pegue".

Publicidade
Publicidade

Segundo um tweet de Riam Dalati, que é produtor da rede BBC, e que cobre o conflito da Síria desde 2012, o ataque que feriu Abdulbasit matou sua mãe e uma irmã que tinha somente cinco anos.

A repórter do Washington Post, Louisa Loveluck, também usou sua conta no Twitter para relatar o estado de saúde do menino, e conforme ela revelou, Abdulbasit foi transferido para a Turquia e está sob cuidados médicos.

Ataques militares e mortes de crianças

O Daily Mail afirmou que, de acordo com informações do Observatório Sírio para os Direitos Humanos, na manhã da última quinta-feira (16) um bombardeio turco que visava atingir terroristas do #Estado Islâmico foi deflagrado sobre a cidade de Al-Bab, e acabou tirando a vida de 24 civis, 11 dos quais eram crianças.

Publicidade

No mesmo dia, outro ataque foi novamente desferido contra a cidade onde mais dez civis foram mortos, e desta vez, entre os falecidos, havia seis crianças.

Entretanto, o exército da Turquia teria informado que somente terroristas foram eliminados durante a operação.

A cidade de Al-Bab é a última "fortaleza" sob o domínio do Estado Islâmico localizada na província de Aleppo, no norte da Síria. Atualmente, existe uma força conjunta formada por militares turcos e rebeldes sírios que tenta retomar o controle da cidade, mas Abu Jaafar, comandante de campo de uma das unidades de combate, afirmou que o local está sendo ferozmente defendido pelos terroristas.

Assista ao vídeo do bombardeio que amputou as pernas de Abdulbasit Taan Al-Satouf (contém cenas fortes e não censuradas):

#Guerra #Conflito na Síria