E não é que nem na hora de ser enterrado um pobre coitado tem sossego. Imagina só ver uma pessoa que você ama sendo arrancada do caixão no momento em que ela seria enterrada para finalmente ter seu descanso eterno?

Além da dor da perda do ente querido uma família teve que passar por uma situação absurda e constrangedora, quando teve o defunto arrancado da urna #funerária por causa de uma #Dívida.

O vídeo que mostra o defunto sendo carregado por dois homens pelo cemitério afora, foi compartilhado milhares de vezes e se tornou viral, a cena até parece uma pegadinha de mal gosto, mas infelizmente é verdade.

De acordo com o portal de notícias online R7, o defunto foi retirado do caixão no momento em que seria enterrado por causa de um dívida com a funerária local.

Publicidade
Publicidade

O caso aconteceu no sábado (11). Saiba mais aqui.

Defunto é retirado do caixão na hora do sepultamento

As imagens do vídeo que circula pela internet mostra dois homens levando um defunto nos ombros porque a família do mesmo não pagou pelo terno que o morto estava usando. A falta de respeito com a família e com o falecido é estarrecedora, o caso aconteceu Greater Accra, região ao sul de Gana, no continente africano.

Segundo familiares e amigos que acompanhavam o enterro, os homens chegaram esbravejando, falando palavrões e ameaçando a todos que estavam presentes, testemunhas afirmam que eles estavam armados. De maneira rude retiraram o homem do caixão e afirmaram que só devolveriam o defunto para ser enterrado depois de receberem pelo terno que ele estava usado. De acordo com o jornal Citi News, o valor da dívida era de aproximadamente R$100,00.

Publicidade

As dezenas de pessoas que estavam no Tema Community Nine Cemetery para homenagear e acompanhar o sepultamento do homem que não teve seu nome revelado, imploraram para que o morto não fosse levado, muitas choravam e gritavam desesperadas, mas os homens ignoraram e levaram o defunto.

O homem só foi devolvido para a família realizar o enterro dois dias e finalmente ele foi sepultado na terça-feira (14), depois que a família negociou e pagou cerca de R$66,00 pelo terno.

Assista o vídeo aqui:

A notícia sobre o #sequestro do defunto estampou as manchetes de vários jornais na Europa e nos Estados Unidos.