As autoridades estão investigando um #Crime que está chocando a população francesa. Tal como informa o site do jornal “Correio da Manhã”, uma criança de cinco anos morreu durante um castigo imposto pelo pai, de trinta anos, depois de, alegadamente, o menino ter urinado na sua cama. Ao que tudo indica, a criança, só com a sua roupa interior, foi deixada toda a noite na rua, tendo sido já descoberta sem sentidos pelos pais, morrendo mais tarde com uma parada cardíaca, muito provavelmente devido ao frio que passou.

Os casos de violência doméstica, quer no Brasil quer em outras partes do mundo, continuam sendo um dos crimes mais comuns e um dos menos reportados pelas vitimas, sobretudo por se tratarem de membros familiares. Contudo, um crime na França, em que existe claros sinais de violência dos pais para com o filho, está levantando novamente muitas questões.

Como garante o site do “Correio da Manhã”, além dos claros sinais de uma morte motivada pelo frio, existem marcas que indiciam que a criança teria sido agredida antes mesmo do castigo fatal. Devido às grandes suspeitas da responsabilidade dos seus pais, a polícia francesa já fez questão de deter o casal que, quando descobriu o seu filho, ele já estava inconsciente, tendo morrido mesmo no local. De recordar que na região do crime, em Aire-sur-la-Lys, tem se verificado um frio muito intenso, com neve e gelo em alguns locais, demonstrando bem a gravidade das ações que o pai fez ao seu filho, naquilo que seria um “castigo”.

Nas redes sociais, muitos franceses estão em choque por esse crime macabro, pedindo que haja justiça exemplar para os pais, que demonstraram ser uns verdadeiros criminosos. Ainda há poucas informações acerca da detenção deles, não tendo sido ainda tornado público se ambos vão ficar presos preventivamente até a um possível julgamento. Enquanto nada está concluído, as autoridades vão continuar com sua investigação, tentando perceber ao máximo o que aconteceu naquela noite fatal, além do castigo e da urina na cama, que justifique as marcas de violência no menino francês. #Europa #Investigação Criminal