Um assassino realizou sua própria mudança de sexo, atrás das grades, cortando seus testículos. Agora, ele está alegando que seus direitos na prisão estão sendo violados. Christopher Hunnisett, de 33 anos, disse ao tribunal: "Eu cortei meus #testículos e meu pênis ao meio". O homem foi condenado à prisão perpétua, em 2012, por espancar um trabalhador de um supermercado com um martelo até a morte.

No entanto, seu histórico de violência já era longo. Hunnisett já havia pago uma pena de nove anos de prisão, pelo assassinato de um homem, por este tê-lo, alegadamente, molestado sexualmente. Preso em 2001, ele saiu nove anos depois, e apenas alguns meses depois, falhou o regresso à #cadeia, quando foi absolvido em um novo julgamento de afogamento e desmembramento de um padre, de 81 anos de idade.

Publicidade
Publicidade

Depois de mais uma morte, o juiz se decidiu por prisão perpétua. Agora, o caso de Hunnisett regressou no tribunal, porque ele garante estar sendo injustamente tratado na cadeia de Frankland, e fala mesmo em "falta de respeito", depois que eles consideraram sua cirurgia caseira como "auto-dano". É que, a partir de outubro de 2015, ele havia começado a se identificar como mulher. Por isso, ele exige uma transferência para uma ala para prisioneiros vulneráveis.

Ele foi considerado um risco para outros prisioneiros, dado que muitos pedófilos são mantidos lá e o que ele disse sobre eles no passado. "O pessoal da prisão continuou a se referir a mim como "ele", mostrando seu desprezo pelos presos transgêneros", disse Hunnisset.

Hunnisset disse que seu tratamento é uma violação de seus direitos humanos, porque é desumano o que estão fazendo.

Publicidade

Mas o juiz Langstaff afirmou que a decisão da prisão era para sua própria proteção: "Este tribunal não é obrigado, como parte dos seus deveres, a administrar prisões. É um fato que ela é transgênero. É um fato que, como resultado disso, ela pode sofrer um maior risco de outras pessoas do que ela de outra forma sofreria".

Hunnisett apareceu, na sessão do tribunal, em uma tela de vídeo, com longos cabelos castanhos e uma blusa listrada. Porém, seu pedido de revisão judicial foi rejeitado. #detento