Na Índia, um garoto de oito anos identificado como Mehendi Hassan, foi obrigado a ficar boa parte de sua vida trancafiado dentro de casa, por causa da horrível aparência de sua pele. A doença do menino é considerada rara e sem tratamento. De acordo com informações dos jornais locais, muitos explicam que o garoto está se transformando em pedra. Os médicos explicam que a pele do garoto é formada por uma camada de pele escamosa, e bastante dolorida, que o impossibilita de caminhar ou tocar nas coisas.

Como consequência, todos os habitantes do vilarejo de Naogaon, em Bangladesh, inclusive sua avó paterna, estão evitando se aproximar do menino.

Publicidade
Publicidade

Sua mãe Jahanara Begum, afirma que as demais crianças do vilarejo não suportam o garoto. A doença teria começado com pequenas marcas, semelhantes a picadas de abelhas, aos poucos essas manchas foram se espalhando pelo corpo cada vez mais e em 90 dias, o garoto já apresentava uma espécie de pele escamosa. Os pais de Mehendi, optaram pela ajuda de vários médicos. Além disso, foram tentados inúmeros métodos de tratamentos para cura, mas como não obtiveram sucesso acabaram desistindo. Sem dinheiro, o casal segue à espera de ajuda por parte do governo. O pediatra Dr. Mohammad Emdadul Haque, um dos especialistas que acompanha o caso de perto, em entrevista para o jornal "Daily Mail", explicou ser difícil diagnosticar a doença do garoto. Ele sugere que a família procure pela ajuda de especialistas de pele.

Publicidade

Enquanto isso, Hassan é obrigado a permanecer em casa, aguardando pela ajuda.

Nos últimos dias, o garoto acabou sendo espancado por crianças na volta para casa. A mãe pediu para que os professores prestassem atenção em Hassan, para que ninguém o agredisse. Como resposta, os professores lhe contaram que não havia como disciplinar seus alunos e que a presença de Hassan prejudica o ensinamento dos demais estudantes, que passam a maior parte da aula prestando a atenção no garoto do que nas explicações dos professores. A mãe suplica pela ajuda das autoridades de saúde de Blangladesh, para que encontrem um especialista que seja capaz de diagnosticar a doença do filho, pois segundo ela, vê-lo sofrer sozinho é algo muito triste. #entreternimento #doença rara #Curiosidades