Alexandra Kiňová, #mãe dos primeiros quíntuplos que nasceram na República Tcheca, entrou com uma ação no Tribunal de Distrito de Praga contra o "Clube de Gêmeos e Múltiplos Nascimento" (Klub dvojčat a vícerčat), em que tenta recuperar 616 000 coroas (22 800 euros) de uma campanha de angariação de fundos realizada pelo clube em nome dos seus filhos. O tribunal rejeitou a sua demanda porque o dinheiro foi transferido para uma conta de propriedade da cidade de Praga.

Os quíntuplos - Alex, Deniel, Martin, Michael e Tereza - nasceram em 2 de junho de 2013 em Praga. Tudo correu bem, vieram ao mundo quatro meninos e uma menina, todos gozando de perfeita saúde, através de uma cesariana.

Publicidade
Publicidade

A notícia despertou muita atenção na República Tcheca e no mundo inteiro, porque foi a primeira vez no país que nasceram quíntuplos sem ser por inseminação artificial.

A chance de uma concepção espontânea de quíntuplos é uma raridade, a probabilidade é de 1 em 48 milhões. Existem cerca de 800 quíntuplos no mundo, dos quais mais de 130 foram espontaneamente concebidos.

A decisão ainda não entrou em vigor e pode ser apelada. A campanha de angariação de fundos foi encerrada em 17 de abril de 2015, a pedido do advogado Klára Samková, depois que Alexandra Kiňová cessou a cooperação com o clube em janeiro de 2015 devido a divergências.

O advogado de Alexandra afirmou que a organização enviou o dinheiro para uma conta em nome da prefeitura como um ato de vingança da diretora do clube, Klára Vítková Rulíková, numa clara tentativa de impedir que os fundos arrecadados cheguem à mãe dos quíntuplos.

Publicidade

Ainda de acordo com o advogado, é uma ilegalidade que o dinheiro não tenha chegado ao destinatário pretendido, pois a decisão de entregar o dinheiro ao município só prejudicou a sua cliente. "Eles movimentaram o dinheiro ilegalmente, mentiram aos seus doadores, que certamente não tinham a intenção de financiar o orçamento da prefeitura", disse o advogado.

Robin Sedláček, o representante legal do clube, rejeitou as queixas de Alexandra, afirmando que não houve qualquer má intenção em relação à mãe dos quíntuplos. Ele também disse que o clube transferiu o dinheiro com base em uma declaração final emitida pela prefeitura de Praga na sua função de supervisora da coleta pública.

Como o dinheiro não está mais na conta do clube, o juiz não pôde ordenar ao clube que o pagasse ao demandante. Ele também disse acreditar que o processo era infundado e nunca poderia ter sucesso. Ele também assinalou que a lei não diz nada em relação a esse caso. "Chegamos a uma espécie de beco sem saída, onde ninguém sabe como proceder", disse o juiz.

Publicidade

O juiz disse, no entanto, que mesmo essas circunstâncias não eram essenciais para decidir o litígio. Ele disse que não se preocupou por sua decisão, pois tem certeza que o dinheiro chegará às mãos de Alexandra. Ele disse acreditar que a prefeitura vai encontrar uma maneira de lidar com a situação, pois toda a nação está acompanhando o destino dos quíntuplos.

Alexandra Samková confirmou à Agência de Notícias Checa que já intercedeu junto à Prefeitura e disse que agora aguarda a decisão da Câmara Municipal. #gemeos