Dalya Saeed, de 35 anos, está sendo julgada, no tribunal de Birmingham, Inglaterra, por ter esfaqueado o ex-marido e tentado tirar seus intestinos fora, após uma noite de #sexo. A mulher fala que apenas tentou se defender da agressividade do ex, mas a defesa de Bilal Miah, de 31 anos, acusa a arguida de tentativa de homicídio. O caso começou a ser julgado na segunda-feira, dia 6, e muito ficou revelado no tribunal quando, ao que tudo indica, esta mulher seduziu o ex-marido para a cama, para tentar o matar em seguida.

O #Casal estaria discutindo por causa da custódia da filha. Miah já tinha refeito sua vida e estava seguindo em frente, com um novo casamento.

Publicidade
Publicidade

Porém, nessa noite, ele foi falar sobre a filha com Dalya e os dois acabaram transando.

Após "quatro horas de sexo", o homem foi surpreendido pelo ataque da ex-mulher. "De repente, num piscar de olhos, e eu não vi a faca, ela me esfaqueou duas vezes na barriga", contou Bilal Miah, que passaria dez dias no hospital após o brutal ataque. O homem não sabe onde estava a faca, mas assume que estaria debaixo da cama ou no bolso do roupão de Dalya.

"Meus intestinos estavam fora, e ela estava segurando deles, tentando puxá-los. Ela quebrou um deles e jogou-o no chão, mas eu consegui colocar o resto deles em minha barriga", declarou a vítima, em tribunal, em revelações chocantes. Seguidamente, o homem teria tentado fugir do apartamento, mas a mulher, enfurecida, seguiu em perseguição e ainda o atacou "com um bastão de madeira e um cortador de carne".

Publicidade

O homem só foi salvo quando os vizinhos, escutando seus gritos, chamaram a polícia. Miah sofreu trinta ferimentos, mas, duas cirurgias depois e um longo tempo de tratamento, ele se recuperou completamente. O advogado da vítima, Adam Western, contou ao júri que os ferimentos foram muito graves e que foi ela quem causou essas feridas. "Parte de seu intestino delgado terminou no tapete", disse Adam, terminando por dizer que "sua intenção era nada menos do que matá-lo".

Porém, a mulher tem outra versão dessa história. Saeed disse à polícia que atacou seu ex-marido em "legítima defesa", depois que ele a violou. Miah admitiu ainda que durante seus dois anos de casamento com Saeed foi, por vezes, "física e verbalmente abusivo" com ela.

O julgamento vai continuar. #vingança