Um dos grupos que mais aterroriza o mundo ocidental é o 'Estado Islâmico'. Responsável por vários atentados terroristas em todo o mundo, os criminosos utilizam a religião de forma deturpada para amedrontarem suas vítimas. Muitos especialistas indicam que, apesar de todo o temor que provocam, atualmente, o '#Estado Islâmico' já não é tão forte como outrora. É exatamente por isso que ele utilizaria a divulgação de crimes para disseminar o terrorismo. É muito comum, por exemplo, a divulgação de vídeos em que prisioneiros dos criminosos são mortos. No entanto, toda a maldade é realizada, inclusive, contra crianças.

De acordo com informações do jornal 'O Globo', em reportagem publicada nesta quinta-feira, 2, nesta semana, dois meninos, de dez e doze anos de idade, tiveram suas mãos amputadas na frente de dezenas de pessoas.

Publicidade
Publicidade

O grupo terrorista teria promovido a barbárie, pois as crianças teriam se negado a matar reféns. A ação acontece depois que vídeos de crianças dando tiros e até degolando prisioneiros foram divulgados. O jornal 'O Globo' reproduz os relatos da imprensa iraquiana e os detalhes expostos chocaram, mais uma vez, todo o planeta.

Negativa gera punição bárbara

Um dos portais de notícias iraquianos que noticiou o caso, o 'Iraqi News', informa que as crianças que tiveram a mão amputada estavam treinando com os extremistas na cidade de Mossul. A cidade é uma espécie de capital no país para os terroristas e está sob constante ataque de forças armadas internacionais. Uma parte do treinamento determina que as crianças matem civis. Algumas das crianças, no entanto, mesmo sabendo da punição que lhes seria dada, acabaram recusando a tarefa mórbida.

Publicidade

Como castigo e também de forma a amedrontar os outros pequenos, eles tiveram suas mãos cortadas.

Apesar de amputações serem uma punição habitual por parte do grupo terrorista, elas são utilizadas em casos de roubo. Na sua opinião,existe uma forma efetiva de acabar com o terrorismo pelo mundo? Não esqueça de deixar o seu comentário. A sua mensagem é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo dos temas. #Crime