Jasmine Warner, de cinco anos, foi encontrada pela #mãe, no fundo da piscina. A menina não sabia nadar e teria se jogado na água, sem qualquer proteção, em um momento em que sua mãe estava distraída, e com as costas voltadas. O incidente trágico aconteceu na primeira noite de #Férias em família, em um hotel de cinco estrelas, em Marraquexe, Marrocos. No tribunal, onde o caso está sendo investigado, a mãe Lesley Ogunduyile admitiu ter deixado a menina sem supervisão por sete minutos. Foi fatal para a sua filhinha.

Esta família inglesa estava iniciando férias de sonho no hotel Aqua Fun, que logo na primeira noite ficaram interrompidas por esta enorme tragédia. Juntos com a menina, estaria um grande grupo de adultos e crianças. Alegadamente, a mãe estaria conversando com um outro adulto, do mesmo grupo, perguntando sobre uma festa que estava para acontecer, e foi nesse momento que a pequena Jasmine acabou na piscina.

A legista Jacqueline Devonish fez uma declaração sobre o caso, contando como tudo aconteceu, de acordo com o que a investigação conseguiu descobrir. A criança tinha estado na piscina junto com todos do grupo, logo após a chegada no hotel. Quando a menina foi para a água, usava braçadeiras e estava na presença da mãe. As pessoas notaram sua excitação por entrar na água.

Quando a mãe saiu da piscina, secou a menina e levou-a consigo, sentando-a do seu lado, enquanto conversava com outras pessoas. No momento em que o acidente aconteceu, os salva-vidas do hotel não estava na piscina, para onde a menina regressou, percebendo a distração da mãe. Porém, ela já não estava com suas braçadeiras e essa brincadeira seria fatal para ela. Assim que percebeu que Jasmine não estava do seu lado, a mãe ficou procurando, mas quando a encontrou, já era tarde demais.

A menina foi rapidamente socorrida por dois médicos, que estavam de férias, mas já não seria possível fazer muito mais. Ela ainda foi levada para o hospital, existindo ainda o registro de um batimento cardíaco nesse transporte de ambulância, mas mais tarde, a família autorizou que desligassem sua máquina de suporte de vida e a menina morreu.

"Nenhum outro adulto viu nada, as crianças não viram nada, mas parece que Jasmine saiu da cadeira e desceu os degraus da piscina", concluiu a legista como causa de morte por #afogamento. A piscina não seria muito profunda, mas o suficiente para submergir uma criancinha de cinco anos.

"Tudo o que posso dizer é que estamos todos extremamente tristes com o que aconteceu. Nossa família está passando por um momento muito difícil", disse o pai da menina, Darren Warner, em declarações para o jornal Mirror.