Tal como no filme '#Gladiador', de 2000, também Fabio Di Lello quis se vingar de quem lhe tirou quem ele mais amava. No cinema, Russel Crowe comoveu com seu personagem, Maximus, que largou tudo para vingar quem matou a sua esposa e filho. Agora, foi o italiano Di Lello a anunciar sua vingança, disparando contra o homem que tinha atropelado a sua mulher, depois de ter passado um sinal vermelho. Tal como no filme, também Di Lello está contando com a simpatia de várias pessoas, que estão se comovendo com sua perda e há até quem deseje que esse homem não seja acusado pela justiça.

Roberta Smargiasi morreu no ano passado, quando foi atropelada por Italo D’Elisa, de 22 anos, que estava dirigindo um Fiat Punto.

Publicidade
Publicidade

O jovem italiano teria passado um sinal vermelho e seguia em excesso de velocidade, quando apanhou mortalmente Roberta, que seguia na sua bicicleta. Ela morreu e ele estava respondendo em tribunal, pelo crime de homicídio negligente.

Não confiando na Justiça italiana, o viúvo Fabio se antecipou à decisão dos juízes e terminou com esse processo. Antes de sair de casa, ele compartilhou uma imagem de Russel Crowe no Facebook, do famoso filme 'Gladiador', no momento em que Maximus saiu atrás de sua justiça. No filme, é comovente a fala do personagem quando diz "Pai de um filho assassinado, marido de uma esposa assassinada ... e vou ter a minha #vingança, nesta vida ou na próxima".

'Marido de esposa assassinada'

E teria sido essa a inspiração de Fabio Di Lello, que foi vingar sua "esposa assassinada".

Publicidade

Saiu de casa, encontrou D'Elisa no bar e disparou sua arma, matando o homem. Depois dos disparos, ele foi colocar a arma sobre a urna da esposa, antes de se entregar na polícia.

Os seus advogados foram surpreendidos pela atitude de vingança desse homem, que era padeiro e também jogava futebol em um time semi-profissional. No entanto, eles revelaram que tinham percebido que ele estava desconfiado que o tribunal pudesse deixar o assassino de sua esposa sem condenação.

"Fabio estava em choque, ele estava deprimido com a perda de sua esposa. Ele pensou que a justiça não seria feita. Mas eu nunca tive a impressão de que ele estava planejando uma vingança como esta", disse Giovanni Cerella, de acordo com o jornal The Sun.

Apoiado nas redes sociais

Di Lello poderá agora enfrentar acusações de homicídio, pela morte de D'Elisa, apesar de muitas pessoas estarem desejando que isso não aconteça. Nas redes sociais, o homem está sendo muito apoiado, e muitos esperam que os advogados possam provar sua insanidade mental, porque ele estava perturbado nesse momento, pela morte da esposa.

Publicidade

"Vida por vida. Todos nós gostaríamos de fazer o mesmo", "É justo. Espero que levem em consideração seu estado mental no julgamento", "Que herói, ele deveria escapar da prisão e ser liberado de todas as acusações", "Eu comecei a ler esta história e não podia parar, seu amor por sua esposa o fez fazer isso, se isso não é amor incondicional e puro, eu não sei o que é. Almas gêmeas nesta vida e na próxima", foram alguns dos comentários dos usuários, na Internet. #Casamento