No início da presidência de Donald #Trump, nos Estados Unidos da América, o mundo abriu a boca de espanto quando ficou sabendo que, por dia, estão gastando um milhão de euros com a segurança da família Trump. Segurança pode nunca ser de mais, mas, por vezes, pode até tirar alguma privacidade, especialmente nos momentos mais íntimos. Por isso, não é de estranhar que as perguntas mais íntimas aconteçam. E, de acordo com o jornal Mirror, existe até uma palavra que é um código secreto para quando Donald Trump quer ficar a sós com a esposa Melania, sem ser incomodado.

Segundo a imprensa, a Casa Branca é cheia de segredos, e, nas comunicações internas, eles usam códigos que só eles entendem.

Publicidade
Publicidade

Incluindo quando o assunto é #sexo. Desde os tempos de Barack e Michelle Obama que na Casa Branca os seguranças e funcionários usam uma frase secreta para se referirem ao momento em que presidente e primeira-dama querem privacidade no quarto.

Quando eles não pretendem ser incomodados, todos falam que eles "estão discutindo o problema da Bósnia". Entenda que o "problema da Bósnia" é nada mais do que um enigma para o momento em que eles estão tendo relações sexuais.

Donald Trump chegou há pouco tempo na Casa Branca, e Melania só deve se mudar, em definitivo, no final do ano escolar de Baron, o filho do casal. Porém, seria de esperar que o casal se encontre na sua nova casa, e que também sejam usados alguns códigos secretos. Falta saber se "Bósnia" será a palavra-chave, uma vez que Melania é de bem perto, ela nasceu na Eslovênia.

Publicidade

Trump tem levantado várias polêmicas. Ele está forçando desde logo alguns braços de ferro com os Democratas e fazendo grandes alterações nas leis anteriores de Obama. Mudanças no sistema de saúde, mas, principalmente, por estar barrando a entrada de refugiados e imigrantes nos EUA, o que está deixando revoltados vários milhões de americanos.

No entanto, alguns americanos estão agora perguntando sobre a legalidade de Melania no país, já que ela também é uma imigrante. Nancy Skinner, senadora democrata da Califórnia, está exigindo os documentos de imigração da primeira-dama. Melania chegou nos EUA em 1996 para trabalhar de modelo. O país permitiu a ela uma oportunidade que o marido não está querendo dar para outros estrangeiros, que pretendem entrar na América. Como resposta para essa intransigência de Trump, os democratas exigem conhecer se ela está ou não legal no país. #Política