Diariamente, o leitor deve ler notícias sobre crimes envolvendo ciúmes. Casais nem sempre conseguem se entender e levam sua discórdia às últimas consequências. Nessa semana, o tabloide britânico 'The Sun' noticiou um caso que chamou a atenção de todo o planeta, pois é absurdamente macabro e cruel. Um fazendeiro, identificado como Narayan Singh, de trinta e oito anos, decidiu atacar a esposa, após supostamente ter flagrado ela em uma relação sexual com outro homem. O homem cortou a cabeça de sua ex-amada, de nome Sarita, usando uma espada estilo Samurai. A moça, que tinha vinte e oito anos, acabou não tendo uma segunda chance e veio a falecer.

Publicidade
Publicidade

Após matar a esposa e deixar o corpo jogado em um matagal, o homem não fez a menor questão em se esconder. Pelo contrário, a fim de mostrar que tinha sido traído, ele fez um desfile com a cabeça cortada de Sarita. Muitas fotos desse momento bizarro, registrado na Índia, acabaram sendo compartilhadas. Na nossa galeria de imagens, que está na parte superior esquerda dessa reportagem, o leitor pode ver alguns dos flagrantes realizados e publicados pelo 'The Sun'. As imagens são pixelizadas, mas, mesmo assim, podem ser consideradas fortes, por isso, deixamos o alerta. A galeria fotográfica mostra o desfile com a cabeça de Sarita e o seu corpo, horas depois encontrado em um matagal.

Após arrancar a cabeça da esposa, o homem desfilou com a cabeça dela até uma delegacia. No local, ele tentou justificar o assassinato brutal.

Publicidade

O indiano disse que a sua companheira tinha quebrado a sua confiança e, por isso, ele decidiu cortar a cabeça dela. "Eu tinha advertido-a duas vezes antes, mas ela não quis ouvir e continuou traindo", disse o homem. Agora o caso deve ser resolvido pela Justiça. O marido, segundo testemunhas da região, já teria flagrado sua esposa transando com seu amante duas vezes e deixou um aviso para que eles não fizessem mais a ação, do contrário, eles sofreriam as graves consequências.

Na sua opinião, que tipo de punição esse marido merece? Deixe o seu comentário. #Crime