Um homem afirma que sua namorada foi baleada enquanto estava dormindo, porém, na casa estavam apenas a mulher atingida, ele próprio e o #Cachorro dos dois. De acordo com o mesmo, como a jovem estava dormindo, há apenas duas hipóteses sobre o ocorrido: ou foi ele ou foi o cão quem disparou a arma.

Brian Murphy diz que sua parceira Summer Miracle foi baleada na perna pelo cachorro, Diesel. Falta agora aguardar pela recuperação da garota para saber se ela vai ou não confirmar esta história mirabolante.

O homem, de 25 anos, contou para a polícia o que aconteceu na noite do inacreditável incidente. O jovem de Jacksonville, Flórida (EUA), falou que o animal acordou durante a noite e que foi com ele dar um passeio na rua.

Publicidade
Publicidade

Quando eles voltaram, Murphy diz que o cão correu para o quarto do #Casal, que estava escuro, porque Summer estava dormindo. Foi quando ele viu um flash acompanhado por um som de disparo.

Em um relatório da polícia, os detetives escreveram que o cachorro Diesel teria "saltado sobre a mesa de cabeceira do lado da cama, onde a arma estava pousada, e atirou", de acordo com o que Murphy teria relatado. O homem está tentando explicar que tudo não teria passado de um #Acidente, quando o cão teria embarrado na arma, fazendo com que ela disparasse e fosse acertar logo na perna da dona, Summer.

Depois do incidente, Murphy teria embrulhado a perna de sua namorada em uma toalha e chamado logo os serviços de emergência. A jovem foi levada para o hospital às pressas, com um ferimento de bala em sua perna direita, mas ela não conseguiu dizer a polícia o que aconteceu, além de descrever sua "dor latejante" em seu membro ferido.

Publicidade

Summer está ainda internada no hospital, mas, de acordo com o jornal Mirror, os "ferimentos não ameaçam a vida da garota" e espera-se que ela faça uma recuperação completa. No momento, a jovem ainda não conseguiu explicar o que aconteceu, até porque, ela estava dormindo e pode mesmo não ter percebido o que teria acontecido.

No entanto, a polícia vai agora investigar o caso, analisando a casa, mas também o passado do casal, se havia ou não um histórico de violência entre eles.

E o leitor, acredita nessa história? Será que foi mesmo o cão quem provocou o disparo?