A polícia do condado de Gwinnett, localizado na cidade de Atlanta, capital da Geórgia (#EUA), cidade econômica e culturalmente mais relevante do estado e onde realizaram-se as Olimpíadas do ano de 1996, está procurando um homem acusado de ter feito #sexo com o cachorro de uma família para a qual estava trabalhando como jardineiro.

Segundo as autoridades, um morador do condado ligou avisando que, enquanto brincava com sobrinho, ambos viram Cruz Barreralugo, de 61 anos, praticar o vil ato com o animal O denunciante disse que, assim que percebeu que tinha sido descoberto, o acusado fugiu em sua caminhonete preta. A agência de notícias Associated Press noticiou que a polícia teve acesso às imagens de uma câmera de segurança e estas confirmaram a versão dada por telefone.

As acusações que pesam sobre Barreralugo são de crueldade contra criança (devido ao garoto que assistiu à cena grotesca) e bestialidade. Não foi revelada a raça do cão vitimado.

O agente Deons Washington, da polícia local, disse que não se sabe se está fora a primeira vez que o homem fazia isso com o cachorro da casa, na qual havia trabalhado quinzenalmente por cerca de um ano, ou se aquela era uma ocorrência frequente - e admitiu que era um caso bastante perturbador por várias razões.

Caso similar aconteceu na Flórida

No começo deste ano, um homem chamado Bradley Hubbard foi preso em Pensacola, cidade do estado da Flórida, depois de ter sido acusado por uma parente de abusar sexualmente, e regularmente, de uma pitbull. Segundo noticiou a imprensa local, uma perícia veterinária realizada nos genitais do canino tinha confirmado a versão da denunciante, embora o pai do rapaz houvesse negado que o filho tivesse cometido a conduta criminosa.

Segundo a familiar que fez a denúncia, ela ouvia o animal chorando toda vez que ficava sozinha com o jovem de 23 anos no quarto deste. O que a convenceu a chamar as autoridades foi ter presenciado o mais recente abuso acontecer através de um buraco na parede do quarto do abusador, que foi criado durante um ataque de fúria dele. #Crime