Jéssica Sharman, de 19 anos, estava no metrô indo para o trabalho, no Reino Unido, quando sofreu uma série de convulsões que destruíram sua memória, deixando-a incapaz de se lembrar até mesmo do seu próprio nome ou quem eram os seus pais. Ela teve que “conhecer” sua família novamente e quis terminar o seu relacionamento, pois não tinha nenhuma lembrança do seu namorado, ele era como um estranho para ela. Mas Rich Bishop, de 25 anos, a convenceu a dar-lhe uma nova chance.

Jéssica, que foi diagnosticada com epilepsia do lobo frontal, em 2010, sempre tinha lapsos de amnésia após as convulsões. Sua memória sempre voltava rapidamente, mas naquele dia ela esqueceu tudo e não se lembrava de nada dos 19 anos de sua vida.

Publicidade
Publicidade

"Fui abraçada por estranhos que afirmavam ser minha família, me dizendo coisas sobre minha vida que não significavam nada para mim. Eu me senti tão sozinha, sem nenhuma ideia da minha personalidade, meus pontos fortes e fracos, ou os meus gostos e desgostos", disse a jovem.

Após as convulsões, ela teve que parar de trabalhar, reaprender tudo sobre sua personalidade e a “conhecer” seus pais Lisa e Gary novamente. E disse que seu namorado de cinco meses era como um estranho para ela.

Estranhos

Lisa disse, no hospital, que amava sua filha e lhe mostrou várias fotos delas juntas e da família em seu telefone. Mas Jéssica não tinha noção de quem era ela ou o seu pai, e teve que verificar se realmente parecia com eles antes de entrar no carro para ir para casa, pois ainda eram estranhos para ela.

Publicidade

"Senti muito medo, minha mãe colocou uma mão reconfortante no meu joelho, eu fiquei com os ombros juntos com o dela dentro do carro. Mas esse gesto era como ter intimidade com um estranho", relatou.

Depois de algumas semanas e muitas tentativas de aproximação do namorado "estranho", a jovem caiu de #amor por Rich, mas ela permanece preocupada em perder a sua memória novamente.

Ela disse: "Os médicos confirmaram que a série de convulsões provocou a minha perda de memória e pode levar seis meses para voltar, sem garantia que volte tudo. Também tenho uma chance de 50% de perder a minha memória novamente no futuro. Fiquei horrorizada com isso."

Ela disse que pretende recuperar a sua vida com a ajuda da minha família e, claro, do namorado, pois se sente sortuda dele não ter desistido dela, mesmo quando ela achava que ele era um estranho.

"Ele praticamente vive em minha casa agora e nosso relacionamento está indo de vento em popa", disse Jéssica.

#Relacionamentos #História