Na última semana, uma jovem londrina foi brutalmente atacada pelo ex-companheiro e é mais uma vítima da violência doméstica. Ela foi identificada como Siobhan Stevenson e fez um relato nas redes sociais contando os momentos de terror vividos nas mãos do ex-namorado. Segundo consta nos autos do processo abertos contra o agressor, que tem 30 anos, o homem teria invadido a casa da jovem e a atacado com golpes de faca. Durante as agressões o criminoso alegava que a mesma, depois que tivesse o rosto cortado, nunca mais poderia sair com outro homem. As motivações do #Crime seriam porque o casal havia se separado e a mulher não queria mais voltar com o ex-companheiro uma vez que o mesmo começou a apresentar comportamentos muito agressivos nos últimos meses.

Publicidade
Publicidade

A violência era sempre movida devido ao ciúme que o homem sentia da ex-namorada. A jovem que é mãe de uma criança pequena teve o rosto mutilado. Foram inúmeros os ferimentos, principalmente no rosto, e a mulher teve que ser encaminhada às pressas para o Royal Alexandra Hospital, em Paisley, onde passou por quase três horas de cirurgia plástica na tentativa de reconstruir o seu rosto. Foram inúmeros pontos que ela levou e ainda teve sequelas que envolvem a mastigação e fala.

No depoimento que Siobhan publicou nas redes sociais, ela disse que nunca acreditou que o ex-companheiro fosse capaz de cometer um crime desse porte. Segundo ela, ele sempre disse que a amava, e no início do relacionamento era uma pessoa ótima. Os dois teria se conhecido através da internet há treze anos, depois de muita conversa através de chat de uma rede social os dois se encontraram e teriam começado um relacionamento na vida real.

Publicidade

De acordo com a jovem ele sempre foi amoroso, comprava coisas caras para ela, até que começou a ter ataques de ciúmes e a impedir que ela visse outras pessoas. Ela disse que em determinados momentos sentia que o homem estava tentando comprá-la, através de presentes. Os policiais que atenderam à chamada disseram que a mesma teve sorte de ter sobrevivido, uma vez que os golpes poderiam ter atingido o pescoço e a garganta da mesma. Segundo ela, além do trauma físico ela tem agora um trauma psicológico que ficará para o resto de sua vida. O acusado deverá prestar depoimento, depois que exames periciais forem feitos. Ele já foi preso e aguarda decisão judicial.

#Investigação Criminal