Um dos crimes mais graves enfrentados pela nossa sociedade moderna é o de estupro. A grande maioria dos países tem leis severas contra essa atrocidade, que acontece até mesmo no ambiente familiar. Prova disso é que uma americana, identificada como India Kirksey, acabou sendo presa depois de um vídeo revelador indignar os Estados Unidos. A jovem de vinte anos é acusada de violentar sexualmente seu filho, um menino de apenas quatro anos de idade. Além de fazer sexo com a criança inocente, ela transmitiu a ação ao vivo, mostrando tudo para os amigos nas redes sociais.

O #Crime aconteceu no estado de Ohio, mas uma pessoa do Texas, que assistiu sem querer a transmissão, foi quem decidiu denunciar o abuso mostrado na internet.

Publicidade
Publicidade

O denunciante não teve o nome identificado, mas a situação de Kirsey ficou complicada, pois o vídeo, ao vivo, acabou virando prova contra ela mesma. O incesto foi realizado no dia quatro de janeiro desse ano e exibido através do Periscope, um famoso aplicativo que faz transmissões de imagens em tempo real. Presa apenas nessa semana, a pedófila conta como realizava os atos libidinosos com a criança. De acordo com ela, o máximo que ela chegava a realizar no menino era o sexo oral.

Além de ir parar em uma penitenciária, a mãe do menino de quatro anos foi multada em trezentos e cinquenta mil dólares, valor que ultrapassa um milhão de reais. Em entrevista a um canal de televisão americano, um parente de Kiksey falou que ela não poderia ser culpada pelo delito, pois é sabido que a mulher tem problemas psicológicos.

Publicidade

O familiar diz que tenta fazer o máximo para ajudar a jovem, mas que todas as tentativas de mantê-la segura não foram suficientes.

O caso agora está sendo analisado em segredo de justiça. As autoridades trabalham ainda para saber se o estupro, transmitido ao vivo, acabou indo ou não para em outras plataformas. Novas pessoas devem ser chamadas para depoimentos. Apesar de estar presa, a americana ainda aguarda uma data para o seu julgamento. Essa ainda não foi agendada.