Ordem de silêncio absoluto. Vai ser essa a nova estratégia da família #McCann. A ordem vem depois que eles perderam seu caso de difamação contra o ex-policial português Gonçalo Amaral e, depois disso, o tribunal português considerar que eles não estão totalmente livres de culpa no caso do desaparecimento da filha, a pequena #Maddie. Com tanta questão por responder, a decisão de Kate e Gerry foi o silêncio e eles já ordenaram a advogada para se manter em silêncio.

Isabel Duarte, a advogada portuguesa da família McCann, estaria se preparando para comentar sobre a batalha por difamação contra o ex-policial Gonçalo Amaral, que afirma que o casal fingiu o sequestro de Maddie.

Publicidade
Publicidade

O policial se prepara para escreveu um novo livro e, dessa vez, será em inglês. Porém, os McCann pretendem impedir que esse livro seja publicado na Inglaterra, onde poderia arrasar com a imagem da família. No entanto, eles estão receando uma nova derrota judicial.

Por isso, Kate e Gerry teriam ordenado que Isabel Duarte não "dissesse nada" ou respondesse a quaisquer pedidos de mídia, depois que a sentença foi proferida na semana passada. "Recebemos instruções dos clientes para não fazer qualquer declaração ou dar informações públicas sobre o processo contra o Sr. Amaral ou o caso em si", declarou a advogada.

O casal perdeu sua batalha civil de nove anos contra Amaral, que alegou que sua filha havia sido acidentalmente assassinada em maio de 2007 e eles a tinham escondido, inventando a história de rapto.

Publicidade

Os McCann sempre negaram veementemente qualquer envolvimento, mas para piorar ainda mais sua situação, os juízes disseram que eles não estavam oficialmente inocentes sobre o desaparecimento de sua filha. Eles foram descartados como "arguidos ou suspeitos formais, em 2008, mas o tribunal superior de Portugal disse no recém-lançado arquivo, de 76 páginas, que isso "não equivale a prova de inocência".

Depois de receber uma cópia da decisão, a advogada Isabel Duarte disse que faria um comentário depois de "considerar cuidadosamente o conteúdo que os juízes escreveram", mas agora ela foi silenciada por seus clientes. #Justiça