Donald Trump, empresário e atual presidente dos Estados Unidos, vem dando o que falar com suas propostas de governo polêmicas. Uma delas vem gerando revolta e dividindo opiniões ao redor do mundo: a construção de um muro na fronteira entre Estados Unidos e México. Ao que parece, a construção do suposto muro não foi suficiente para Trump, agora o mesmo quer que a obra seja paga pelos próprios mexicanos.

Com isso, o presidente declarou suas intenções de cobrar de 20% a 35% de impostos nos produtos importados do país mexicano, a fim de bancar a construção do famoso muro. Após essas declarações, o senador mexicano Armando Ríos Piter, se pronunciou e disse que irá realizar uma proposta de lei, para que o México mude suas importações de milho dos EUA para Brasil ou Argentina.

Publicidade
Publicidade

O milho está presente no dia a dia do consumidor mexicano, onde é a base de sua alimentação. Vai desde os pratos mais sofisticados, até os presentes nas ruas ou nas casas dos cidadãos. Tendo em vista essa grande necessidade, o grão é um dos produtos mais procurados para a importação. Atualmente, o país tem os Estados Unidos como seu principal fornecedor de milho, movimentado assim, a economia desde setor agrícola no país.

Atualmente os Estados Unidos é o maior produtor mundial de milho, e o México, seu mais importante importador. Segundo o departamento de Agricultura, os EUA possuem cerca de 40 por cento das exportações de milho, sendo 95 por cento da agricultura de grãos, direcionada ao mesmo.

Segundo o site CNN, Rios Piter, em um protesto contra Trump realizado na Cidade do México, afirmou que deixaria de consumir o milho dos EUA, como resposta aos ataques feitos contra o México.

Publicidade

Segundo o senador, é uma boa maneira de lhes dizer que esta relação hostil tem consequências, espero que mude.

Só no ano de 2015, os EUA mandaram cerca de 2.400 milhões de dólares em exportação do alimento. Caso a nova lei seja aprovada e implementada, essa mudança econômica seria um rombo na #Economia agrícola do país e prejudicariam os agricultores americanos. Segundo o Departamento de Agricultura, os principais estados produtores do grão são: Colorado, Texas, Minnesota, Iowa, Louisiana, Geórgia, Nova York, Kentucky, Ohio, Michigan e Illinois.

Essa seria uma resposta mexicana contra as medidas tomadas por #Donald Trump em relação ao México, principalmente à famosa construção do muro que divide os dois países. #Política