Alguns sites internacionais repercutiram nesta semana algumas fotos e vídeos polêmicos. O conteúdo mostra um animal estranho encontrado em uma das muitas praias das Ilhas Dinagat, nas #Filipinas. O país é famoso por conta do caso do bebê que fumava 40 cigarros por dia, como relembramos nesta sexta-feira (24) aqui na Blasting News.

As fotos já mostravam o estranho animal ser sem vida. O que chamou a atenção mesmo foi o fato de ele ter longos e grossos fios de pelos brancos. Como ninguém tinha visto uma criatura dessas na água, rapidamente surgiram teorias da conspiração. Afinal, será que aquilo era um #monstro marinho ou até o pé grande? Os moradores da região ficaram surpresos quando descobriram o que era o ser na verdade.

Publicidade
Publicidade

A situação aconteceu, segundo especialistas, pois a água do mar foi revirada. Isso porque, na semana passada, um terremoto de magnitude 6,5 graus na escala Richter atingiu o país. Com isso, alguns seres subaquáticos faleceram.

Algumas espécies não eram conhecidas dos pescadores, que tiram o seu sustento daquelas águas. Entre os animais que apareceram e que são raros estão dois exemplares da espécie Regalecus glesne, também conhecida como peixe-remo. Esse é justamente o peixe estranho que foi encontrado e registrado nas fotos que viralizaram.

Acredita-se que o animal tenha falecido e seu corpo, em seguida, boiado e levado até à praia. No entanto, alguns moradores acreditam que o peixe peludo seria o anúncio que uma possível grande tragédia atingirá a região. Eles creem que a aparição inusitada seria um aviso de forças sobrenaturais.

Publicidade

Veja abaixo um postagem publicada na quarta-feira (22) no Facebook pela modelo Manjorie Cabatingan Aboy com fotos que mostram o animal marinho encontrado.

A seguir, o leitor também pode ver um vídeo que mostra os moradores olhando o animal encontrado. Eles parecem não acreditar no que estão vendo. O que você faria caso visse uma cena dessa no mar? Deixe o seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas relevantes à sociedade.

#PeGrande