Selvi é uma mulher de quarenta e dois anos. Ela se queixava, constantemente, de dores de cabeça. No entanto, essa dor começou a aumentar e vinha acompanhada de uma estranha "queimação" em seu crânio. Após não conseguir nem dormir direito, Selvi decidiu ir procurar um hospital da cidade de Injambakkam, na Índia. Ela procurava um médico que fosse capaz de passar algum remédio que aliviasse aquele incômodo terrível. As queixas passaram a ser investigadas pelos profissionais de saúde da unidade. O que era mais estranho no caso da indiana é que ela afirmava sentir o seu cérebro se mexendo, como se algo estivesse dentro dele.

Os médicos então decidiram que a paciente necessitava fazer um exame.

Publicidade
Publicidade

Não demorou muito para que o diagnóstico aparecesse. A indiana guardava dentro dela uma barata. O pior de tudo é que o animal ainda estava vivo e rastejando dentro da cabeça dela. Na nossa galeria de fotos, que pode ser vista no canto superior esquerdo dessa reportagem, o leitor pode ter acesso às imagens que estão chocando o mundo. Atenção, algumas pessoas podem achar a barata um ser um pouco nojento.

De acordo com os profissionais da saúde, o inseto teria entrado pelo nariz da paciente, enquanto ela dormia. O animal ficou alojado perto dos olhos. O caso acabou ganhando destaque no Brasil por conta de uma reportagem produzida pelo Portal R7, da Record TV. A indiana Selvi disse que a sensação quando ela acordou e sentiu algo se mexendo dentro dela foi horrível, difícil até de explicar. O jeito visto pelo médicos foi fazer a mulher passar por uma cirurgia às pressas.

Publicidade

Ela então fez uma endoscopia pelo nariz. Os médicos ainda filmaram toda a ação.

Os profissionais usaram uma pinça para tirar a "criaturinha" do crânio da mulher. A paciente, felizmente, ficou bem após o inseto deixar o seu corpo. Curiosamente, antes de tudo isso, a mulher chegou a procurar uma clínica perto de sua casa, mas os profissionais de lá alegaram que não havia nada de errado com ela.

Já imaginou se isso acontecesse com você, o que faria? Deixe seu comentário. Ele é sempre importante para todos nós e ajuda no diálogo dos temas. #Bizarro