Stephanie Góngora, texana e professora de Yoga resolveu inovar no momento de ensinar seus alunos. Assim, com a finalidade de demostrar que #Menstruação não é algo negativo, teve a ideia de mostrar para alunos o quanto é natural estar no período menstrual. Então, enquanto lecionava sobre os exercícios físicos da atividade em que trabalha, apareceu de calça branca, mas sem absorvente, deixando a mostra o sangue advindo da menstruação.

Destaca-se que a atitude da instrutora foi polêmica, haja vista que as pessoas de uma forma geral, tanto homens como #mulheres veem o período menstrual como algo negativo levando em consideração que o órgão genital feminino costuma expelir sangue neste período.

Publicidade
Publicidade

Destarte, Stephanie postou na rede social uma vídeo que mostrava ela menstruada e dando aula sem absorvente. A publicação ganhou mais de 220 mil visualizações, além disso no post ela dizia que era mulher e sangrava, falou ainda que era sujo e doloroso, mas ela considerava lindo.

Com o gesto, a instrutora pretendia mostrar ao mundo que existe beleza no ato de menstruar e que não é necessário usar absorventes, haja vista que de acordo com a visão dela, a menstruação tem que ser vista como algo belo e natural, sem amarras.

Mulheres sagrando

Não é a primeira vez que uma mulher deixa o sangue à mostra para propagar o conceito de "empoderamento", outras mulheres já optaram por não usar absorvente durante a época de menstruação para demostrar perante homens e mulheres que existe beleza em menstruar.

Publicidade

A fotógrafa italiana Anna Volpi apresentou um projeto no qual exibia imagens de pessoas ingerindo sangue menstrual na boca, a finalidade da propagada seria romper com os estereótipos negativos sobre a menstruação. Segundo Anna existe beleza no ato de menstruar, por isso resolveu mostrar fotos exibindo o sangue menstrual. No trabalho desenvolvido pela profissional, ela utilizou uma perspectiva feminista para quebrar tabus com relação ao assunto.

Ante o exposto, verifica-se que mulheres participantes de movimentos feministas lutam pelo direito das mulheres de não usarem absorvente, tendo em conta que acreditam que ser empoderada é viver livremente sem qualquer pressão social criada pela sociedade.