Uma cena que aconteceu na #Argentina acabou sendo divulgada em todo o mundo por conta de uma reportagem publicada no tabloide inglês 'Mirror'. Dois policiais da cidade de Santa Fé, em Rosário, decidiram ter uma relação íntima dentro do carro. Além do ato sexual, segundo a matéria, a dupla, que não teve os nomes revelados, ainda teria deixado de atender uma ocorrência por conta do ímpeto íntimo.

No momento em que os dois transavam, o que ocorreu por dois minutos, um operador de rádio passava informações sobre um crime que ocorria próximo ao local.

Os dois policiais, no entanto, pareciam não ligar para realizar o próprio trabalho.

Publicidade
Publicidade

A viatura onde a ação ocorreu não tinha uma câmera de segurança. O policial pegou um celular e filmou a cena. O aparelho gravou tudo o que ocorreu. Parte do #Vídeo foi divulgada à imprensa e pode ser vista ao final desta reportagem. Não se sabe como o material acabou vazando e chegando às mãos das autoridades.

O 'Mirror' informa que a polícia não identificou os nomes dos envolvidos, pois o caso ainda está sendo investigado, mas que sabe quem são os agentes que aparecem nas imagens. O vídeo será usado como prova contra os policiais, que, ao que tudo indica, devem ser expulsos da corporação. A atividade da dupla foi vista como de risco, já que atrapalhou o andamento da apuração de um crime.

Além disso, atos libidinosos não podem ser feitos na viatura policial da Argentina. Os agentes flagrados estão afastados da corporação até que um desfecho do caso seja anunciado.

Publicidade

Veja abaixo o vídeo disponibilizado pelo 'The Mirror' que mostra um trecho do momento inusitado protagonizado pelo casal de policiais. Atenção, os rostos e as partes íntimas dos envolvidos foram censuradas nas imagens, mas é possível ver que o ato, de fato, aconteceu na viatura policial.

Na sua opinião, que tipo de punição deve ser aplicada aos agentes da lei flagrados nessas imagens? Não esqueça de deixar sua mensagem. Ela é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas revelantes à sociedade.

#Casos de polícia