Uma grande discussão está ocorrendo em torno de um fato nada comum. Com o avanço da tecnologia, ficou mais fácil de tirar #fotos e compartilhar dados e imagens. Isso tem trazido sérios problemas para os serviços funerários. O presidente da diretoria de funerais da cidade de Quebec, capital do Canadá, Denis Desrochers, disse que essa mania de tirar selfies junto com defuntos, está sem controle e causando desrespeito. Desrochers disse que as funerárias estão recebendo várias reclamações. "Cidadãos comentam que não estão conseguindo ter paz diante dos familiares mortos", disse ele.

Publicidade

Ainda não se sabe qual a solução que se deve tomar. Talvez seja necessário uma campanha de conscientização. Segundo o presidente da diretoria, tirar selfies em um #Funeral não é tão grave, o problema está nas divulgações que são feitas nas redes sociais.

Mania esquisita

As pessoas aproveitam que a tecnologia dos aparelhos estão bem avançadas e conseguem tirar fotos até em locais escuros. É uma mania esquisita que está aumentando os seus adeptos. Geralmente, quem tira a foto, espera o momento certo para que não haja constrangimento com alguém da família. E conseguir uma imagem próxima de um defunto é rápido e simples. As fotos depois vão parar na internet e são compartilhadas.

Existem muitas funerárias que avisam sobre a proibição das fotos, mas mesmo assim as pessoas esperam o momento que nem um dos funcionários esteja vendo para registrar a última lembrança ou favorecer o incômodo e desrespeito com a família que está em luto.

Polêmica

Denis Desrochers ressalta que esse é um assunto difícil de resolver. Existem psicólogos que aprovam o registro das fotos. Para eles, isso seria uma forma de ajudar os parentes a passar por esse momento tão difícil.

Mas essa prática tem causado revolta e discussões. Há pessoas que zombam dos mortos, outras que fazem gestos de espantos diante das decorações dos velórios e ainda tem aquelas que querem mostrar como estão bem vestidas de preto. "Precisamos fazer uma campanha de conscientização", afirma Desrochers. #Selfie